Aiatolá iraniano rejeita oferta de diálogo direto com EUA

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 13:46 BRST
 

Por Marcus George

DUBAI, 7 Fev (Reuters) - A mais alta autoridade do Irã, aiatolá Ali Khamenei, recusou nesta quinta-feira a oferta de negociações diretas feita pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esta semana, dizendo que não resolveria o problema entre os dois países.

"Algumas pessoas ingênuas gostam da ideia de negociar com a América, no entanto, as negociações não vão resolver o problema", disse Khamenei em um discurso a funcionários e membros da Força Aérea do Irã, divulgado em seu site oficial.

"Se algumas pessoas querem que o regime americano seja estabelecido novamente no Irã, a nação se levantará para encará-las", disse ele. "A política americana no Oriente Médio foi destruída e os americanos agora precisam baixar uma nova carta. Essa carta é arrastar o Irã para negociações."

Khamenei fez seus comentários poucos dias depois de Biden dizer que os Estados Unidos estavam preparados para se encontrarem com a liderança iraniana em uma reunião bilateral. "Essa oferta se mantém, mas tem de ser real e tangível", disse Biden em um discurso em Munique.

Com sua tradicional retórica inflamada, Khamenei criticou a oferta de Biden, dizendo que desde a revolução de 1979 os Estados Unidos insultam gravemente o Irã e continuam a fazê-lo com a sua ameaça de ação militar contra o país.

"Vocês pegam em armas contra a nação do Irã e dizem: 'Negociem ou nós atiramos'. Mas vocês deveriam saber que pressão e negociação não são compatíveis e nossa nação não vai se intimidar com essas ações", acrescentou o aiatolá.

As relações entre o Irã e os Estados Unidos foram cortadas em 1979, após a queda da monarquia pró-ocidental do Irã. Encontros diplomáticos entre os dois países são muito raros.

Atualmente, o contato entre os EUA e o Irã se limita a conversações entre o governo iraniano e o chamado P5+1 (grupo de potências) sobre o polêmico programa nuclear do Irã. Esse diálogo deve ser retomado em 26 de fevereiro, no Cazaquistão.   Continuação...

 
Foto de arquivo da mais alta autoridade do Irã, aiatolá Ali Khamenei, durante reunião com cientistas nucleares do Irã, em Teerã. Khamenei recusou nesta quinta-feira a oferta de negociações diretas feita pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esta semana, dizendo que não resolveria o problema entre os dois países. 22/02/2012 REUTERS/Khamenei.ir/Handout