General Joseph Dunford assume forças da Otan no Afeganistão

domingo, 10 de fevereiro de 2013 18:04 BRST
 

CABUL, 10 Fev (Reuters) - O general norte-americano Joseph Dunford será o responsável por supervisionar a retirada da maioria das tropas estrangeiras do Afeganistão após assumir neste domingo o comando das forças internacionais da Otan, durante uma cerimônia que enfatizou a soberania afegã.

Dunford assumiu a Força Internacional de Assistência à Segurança, da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), no lugar de seu compatriota John Allen, que esteve 19 meses no cargo.

"Hoje (domingo) não há uma mudança, se trata de continuidade. O que não mudou é a vontade desta coalizão... o que não mudou é nosso sucesso inevitável", disse Dunford diante de uma multidão de estrangeiros e afegãos reunidos num ginásio.

Militares de alto escalão ficaram num palanque enquanto uma banda tocou os hinos nacionais dos Estados Unidos e do Afeganistão. Centenas de pessoas estavam em cadeiras ao redor da velha quadra de basquete do ginásio.

O presidente afegão, Hamid Karzai, não estava presente, apesar de ter sido convidado. Um porta-voz do mandatário se recusou a comentar a ausência dele.

Dunford assume o controle da missão num momento em que o Exército e a polícia afegã, cujos efetivos somam 350.000 agentes, têm o principal papel em matéria de segurança no país, e está previsto que eles assumam plenamente a liderança em alguns meses.

Os militares da missão conhecida como Isaf ajudarão, darão assessoria e treinarão as forças afegãs.

Allen e o general Martin Dempsey, o militar de mais alta patente dos Estados Unidos, disseram que o maior desafio para Dunford até o fim de 2014 será equilibrar a retirada das forças internacionais com a contínua necessidade de ajudar e treinar as tropas afegãs, pressionando ao mesmo tempo a Al Qaeda.

(Reportagem de David Alexander)