Afegãos acusam Otan de matar 10 civis em bombardeio

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 09:44 BRST
 

KUNAR, Afeganistão, 13 Fev (Reuters) - Um bombardeio da Otan matou dez civis afegãos, incluindo cinco crianças, nesta quarta-feira no leste do país, disseram autoridades locais, num fato que, se for confirmado, deve elevar o grau de tensão entre o governo do presidente Hamid Karzai e as forças da Otan.

O ataque na localidade de Shigal, província de Kunar, foi confirmado pela Isaf (força da Otan no Afeganistão), mas um porta-voz disse desconhecer a ocorrência de vítimas entre civis.

"As forças estrangeiras realizaram o ataque por conta própria, sem nos informar", disse à Reuters o governador de Kunar, Fazlullah Wahidi.

Quatro combatentes do Taliban também foram mortos, e cinco civis ficaram feridos, segundo ele.

O major Adam Wojack, porta-voz da força internacional, disse que a Otan "leva a sério todas as alegações de baixas civis" e está investigando o caso.

A Isaf informa regularmente reduções no número de vítimas civis nos últimos anos, e diz que os insurgentes são atualmente responsáveis por 84 por cento das mortes e lesões causadas a não-combatentes.

O bombardeio aéreo ocorreu horas depois de o presidente dos EUA, Barack Obama, declarar a intenção de retirar metade do contingente militar norte-americano do Afeganistão - 34 mil soldados - até o final deste ano. O restante deve sair até o final de 2014.

(Reportagem de Mohammad Anwar)