Emissoras culpam senhas fáceis por falso alerta zumbi

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 12:21 BRST
 

Por Jim Finkle

14 Fev (Reuters) - A fraca segurança de senhas permitiu que hackers transmitissem um aviso falso nas redes de televisão norte-americanas de que os Estados Unidos estavam sob ataque de zumbis, informaram as emissoras, e um especialista em tecnologia disse que o canal de emergência que eles invadiram continuava vulnerável.

Os ataques de segunda-feira a algumas estações levaram o governo dos EUA a ordenar as emissoras a mudar a senha para o equipamento que as autoridades usam para divulgar instantaneamente transmissões de emergência através do que é conhecido como Sistema de Alerta de Emergência (EAS, na sigla em inglês).

A Comissão Federal de Comunicação dos Estados Unidos (FCC) não quis comentar sobre os ataques, mas em um boletim urgente enviado para estações de televisão na terça-feira, a agência disse: "Todos os participantes do EAS são obrigados a tomar medidas imediatas."

O comunicado instruiu as emissoras a alterar as senhas em equipamentos de todos os fabricantes que enviam transmissões de emergência às redes de televisão interrompendo a programação regular. Elas também foram instruídas a se certificar de que o equipamento estava protegido atrás de firewalls e a inspecionar os sistemas para assegurar que hackers não tivessem colocado em espera "alertas não autorizados" para futura transmissão.

Os ataques aconteceram em um momento em que as autoridades e especialistas em segurança estão alertando que os Estados Unidos estão em risco de um ataque cibernético que poderia causar dano físico grave ou até custar vidas. O presidente norte-americano, Barack Obama, disse ao Congresso que alguns hackers estão procurando maneiras de atacar a rede elétrica dos EUA, bancos e sistemas de controle de tráfego aéreo.

Embora a farsa zumbi tenha parecido um tanto inócua, o fato de que os hackers podem facilmente transmitir uma mensagem de emergência mostrou que eles podem ser capazes de causar estragos com comunicações mais alarmantes.

"Não é o que eles disseram. É o fato de que eles entraram no sistema. Eles poderiam ter causado algum dano real", disse Karole White, presidente da Associação das Emissoras de Michigan.

White e seu equivalente em Montana, Greg MacDonald, afirmaram que acreditam que os hackers foram capazes de entrar porque as estações não mudaram as senhas padrão que eles usaram quando receberam do fabricante.   Continuação...