Paris retira tradicionais cadeados do amor no Dia dos Namorados

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 15:54 BRST
 

PARIS, 14 Fev (Reuters) - O amor definitivamente não estava no ar para autoridades parisienses no dia de São Valentim, ou Dia dos Namorados em algumas partes do mundo, já que começaram a retirar a crescente quantidade de cadeados que casais apaixonados prendem nas grades de uma ponte sobre o rio Sena.

A tradição tem feito amantes viajarem de todas as partes do mundo para a capital francesa para enfeitar suas pontes já recheadas de cadeados com mensagens de amor.

Para as autoridades municipais, porém, os símbolos românticos trouxeram nada mais do que dor de cabeça, já que o peso do metal atrai ladrões, que tentam removê-los usando cortadores de fio, causando danos estruturais.

Mesmo no Dia dos Namorados nesta quinta-feira, uma operação estava em andamento para substituir grades danificadas que por anos foram enfeitadas pelos cadeados.

Os românticos resistiram ao zumbido de serras nesta quinta-feira e continuaram anexando cadeados na ponte sob os olhos dos funcionários municipais.

O turista britânico Dan Murphy aproveitou a ocasião para pedir a sua namorada Lauren Price em casamento, enquanto trancavam um cadeado na famosa ponte pedestre Pont des Arts.

"Isso apenas mostra que ela (Paris) é a cidade mais romântica do mundo", disse Price, mostrando seu anel de noivado.

Para aqueles que não conseguiram colocar cadeados na ponte ou que queiram mostrar seu afeto sem causar problemas às autoridades, Paris autorizou os amantes a exibir mensagens do Dia dos Namorados em painéis eletrônicos pela cidade.

(Reportagem de Tara Oakes)