Líder libanês diz que queda de presidente sírio é "inevitável"

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 21:45 BRST
 

BEIRUTE, 14 Fev (Reuters) - O líder da oposição libanesa Saad al-Hariri previu nesta quinta-feira a queda do presidente sírio, Bashar al-Assad, que ele acusa de ter assassinado seu pai em um massivo ataque a bomba em 2005.

"O regime de Bashar al-Assad inevitavelmente cairá. E sua queda será estrondosa não apenas na Síria, mas em todo o mundo árabe", disse Hariri por videoconferência desde Riad, na Arábia Saudita, ao lembrar o oitavo aniversário do assassinato de seu pai.

Rafik al-Hariri, um ex-primeiro-ministro do Líbano, foi morto por uma explosão detonada perto de sua comitiva em Beirute, capital libanesa.

O Líbano, onde a Síria ainda exerce influência significativa, está profundamente dividido sobre a revolta síria e teme que a guerra civil que já matou cerca de 70.000 pessoas, de acordo com estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU), possa se espalhar para seu vizinho menor.

Em dezembro, a Síria emitiu mandados de prisão contra Hariri e um aliado político próximo por "crimes terroristas" relacionados a financiamentos e por armar rebeldes que lutam contra Assad.

Hariri, que vive fora do Líbano por causa de preocupações com sua segurança, disse que vai se juntar aos seus partidários no Líbano durante a eleição parlamentar prevista para o verão boreal.

(Reportagem de Mariam Karouny)