Obama contatou republicanos para discutir cortes, diz Casa Branca

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 17:39 BRT
 

WASHINGTON, 21 Fev (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, falou com líderes republicanos do Congresso nesta quinta-feira, no primeiro sinal de movimento para evitar os cortes de gastos do governo que podem entrar em vigor dentro de uma semana.

O porta-voz da Casa Branca Jay Carney afirmou que o presidente entrou em contato com o presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, e o líder da minoria no Senado, Mitch McConnell. As conversas foram "boas", avaliou Carney, que não deu mais detalhes.

Cortes automáticos estimados em 85 bilhões de dólares devem passar a valer em 1º de março, a menos que o Congresso aja para evitá-los. Obama e outros já alertaram que os cortes podem atingir o crescimento da economia e levar a centenas de milhares de perdas no emprego.

Assessores de líderes republicanos no Congresso confirmaram o contato de Obama, mas evitaram discutir o conteúdo das conversas. Um porta-voz de McConnell afirmou que foi a primeira ação de Obama desde o acordo contra o abismo fiscal no fim do ano passado.

Carney lamentou a ausência de avanços para se evitar os cortes e afirmou que os congressistas republicanos parecem querer permitir que as reduções ocorram, sem importar o quão duros sejam os efeitos.

"O que estamos infelizmente vendo nesses dias... é uma indicação dos republicanos de que eles verdadeiramente não se importam, e que eles estão antecipando que os cortes vão entrar em vigor", completou.

(Reportagem de Mark Felsenthal e Matt Spetalnick)