Bulgária terá eleição antecipada após renúncia de governo

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 18:26 BRT
 

SÓFIA, 22 Fev (Reuters) - O presidente da Bulgária disse nesta sexta-feira que vai nomear um governo interino até uma eleição parlamentar em meados de maio, após a queda do primeiro-ministro Boiko Borisov, cujas medidas de austeridade foram alvo de protestos.

A renúncia de Borisov, na quarta-feira, não conteve os protestos contra os aumentos nas contas de luz no país mais pobre da União Europeia e manifestantes voltaram a se reunir nesta sexta-feira em Sófia e outras cidades.

O presidente Rosen Plevneliev disse que os principais partidos -inclusive o Gerb, de Borisov, e o Socialista, de oposição- rejeitaram a oportunidade de formar um novo governo e que, por isso, a eleição deve ser antecipada. Originalmente, ela estava prevista para julho.

"Estamos nos encaminhando para um governo provisório. Concordamos que o cronograma possível para as próximas eleições será no fim de abril ou até meados de maio", disse Plevneliev a jornalistas após consultas com os partidos.

(Reportagem de Tsvetelia Tsolova e Angel Krasimirov)