Dez pessoas ficam gravemente feridas em confrontos no Iêmen

sábado, 23 de fevereiro de 2013 10:54 BRT
 

ADEN, 23 Fev (Reuters) - Dez pessoas ficaram gravemente feridas durante confrontos entre as forças de segurança iemenitas e os separatistas do sul em Aden, no sábado, fontes médicas disseram, seis dias após as mortes em protestos no país.

Os separatistas querem autonomia política ou um novo Estado no sul do Iêmen. Esta é uma das três insurgências no estrategicamente vital Estado da Península Arábica, onde Washington teme que o caos dê espaço para Al Qaeda operar.

O norte e sul do Iêmen foram unificados em 1990, depois que o governo liderado por comunistas ruiu. Forças do norte ganharam uma breve guerra civil, quatro anos depois, após o sul tentou separar-se da união.

O movimento separatista ganhou força durante os grandes protestos de rua em todo o país contra o ex-presidente Ali Abdullah Saleh em 2011, o que obrigou o veterano a deixar o cargo há um ano.

Na quinta-feira, forças de segurança dispararam contra dezenas de separatistas em Aden durante uma manifestação contra o sucessor de Saleh, Abd-Rabbu Mansour Hadi Presidente, do norte. Também foram registrados confrontos armados em outra cidade do sul, em Al-Dalea.

(Reportagem de Mohammed Mukhashaf)