Relatório do FBI mostra demissões por casos de sexo, diz CNN

sábado, 23 de fevereiro de 2013 16:49 BRT
 

23 Fev (Reuters) - Um funcionário do FBI (polícia federal do Estados Unidos) foi preso por dormir com um traficante e mentir sobre isso em um julgamento, enquanto outro perdeu o emprego por grampear o gabinete do chefe.

O FBI ainda suspendeu por dez dias outra funcionária por mandar fotos dela nua para a mulher do ex-namorado. A polícia federal se mostrou penalizada pela mulher após ela pedir ajuda contra depressão.

Os casos aconteceram no último ano e estão entre os 29 que a CNN divulgou na sexta-feira após ter acesso a um relatório de outubro de 2012 enviado a todos os funcionários.

Um empregado que usou BlackBerry do trabalho para mandar mensagens de teor sexual para outra pessoa do FBI recebeu cinco dias de suspensão. Outra pessoa usou o celular próprio para mandar fotos de nudez para várias outras pessoas da polícia. Neste caso, foram dez dias de suspensão, porque a conduta alimentou fofocas.

A maioria dos casos envolve sexo, como o do empregado que foi a uma casa de massagem e pagou por sexo. Recebeu 14 dias de suspensão.

Outros casos foram mais graves. Dois funcionários foram demitidos por comprar vídeos de meninos nus. Outros dois perderam o emprego por voltarem a dirigir embriagados.

(Por Daniel Trotta)