Ministro alemão defende França após BCE criticar déficit

domingo, 24 de fevereiro de 2013 10:32 BRT
 

BERLIM, 24 Fev (Reuters) - O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, saiu em defesa da França e disse que o país cumprirá o que prometeu, em referência às críticas do Banco Central do Europeu à meta francesa de déficit.

A Comissão Europeu previu que o déficit da França será equivalente a 3,7 por cento do Produto Interno Bruto neste ano, enquanto a meta era de 3 por cento pelas regras do BCE.

Um membro do conselho do BCE, Jorge Asmussen, disse à Reuters na sexta-feira que Paris enfrenta um teste de credibilidade e ressaltou a necessidade de tomar medidas "concretas e mensuráveis" para reduzir o déficit.

"Agora precisamos discutir com a Comissão Europeia o que isso significa para o acordo de estabilidade e crescimento. Eu acredito fortemente que a França não só cumprirá as regras europeias como fará tudo para gerar crescimento em um período econômico difícil, por meio de reformas", declarou Schaeuble ao jornal Stuttgarter Zeitung, no sábado.