25 de Fevereiro de 2013 / às 12:32 / 4 anos atrás

Raúl Castro anuncia que vai se aposentar em 2018

Presidente cubano, Raúl Castro, fala depois de sessão de encerramento da Assembleia Nacional do Poder do Povo, em Havana. Raúl Castro anunciou que irá renunciar ao poder após o fim de seu segundo mandato em 2018. 24/02/2013Desmond Boylan

Por Marc Frank

HAVANA, 25 Fev (Reuters) - O presidente cubano, Raúl Castro, anunciou no domingo que vai deixar o poder ao final do seu segundo mandato de cinco anos, em 2018, e o Parlamento nomeou um político de 52 anos, estrela em ascensão dentro do regime cubano, para se tornar vice-presidente e mais visível candidato à sucessão.

"Este será meu último mandato", disse Raúl, de 81 anos, logo depois de ser eleito pela Assembleia Nacional para o seu novo mandato.

De forma surpreendente, o recém-eleito Parlamento também nomeou Miguel Díaz-Canel como primeiro-vice-presidente, o que significa que ele assumirá o poder caso Raúl não possa concluir seu mandato.

Díaz-Canel, membro da cúpula do Partido Comunista Cubano, ascendeu politicamente atuando nas províncias, até se tornar agora o mais visível possível sucessor do presidente.

O ex-presidente Fidel Castro participou da sessão parlamentar, fazendo uma rara aparição pública. Desde 2006, quando adoeceu e cedeu o poder ao irmão mais novo, Fidel, de 86 anos, abriu mão de todos os seus cargos públicos, menos o de parlamentar da Assembleia Nacional.

Esse provavelmente será o último quinquênio da ilha sob o comando dos irmãos Castro e da sua geração de líderes revolucionários, que governa Cuba desde a revolução de 1959.

Díaz-Canel substituirá como primeiro vice o veterano José Machado Ventura, de 82 anos, que continua sendo um dos cinco vice-presidentes auxiliares.

O comandante revolucionário Ramiro Valdés, de 80 anos, e a tesoureira-geral Gladys Bejerano, de 66, também foram reeleitos como vice-presidentes.

As demais vagas de vice foram entregues a dois novatos -- Mercedes López Acea, de 48 anos, primeira-secretária do PC em Havana, e Salvador Valdés Mesa, de 64 anos, chefe da federação sindical oficial.

Esteban Lalzo, de 68 anos, deixou uma das vice-presidências ao ser eleito, no domingo, para presidir a Assembleia Nacional no lugar de Ricardo Alarcón, que passou 20 anos no posto.

Seis dos sete membros principais do Conselho de Estado têm vaga na cúpula do PCC, que também é comandado por Raúl.

O anúncio de que o presidente pretende se aposentar causou pouca surpresa entre exilados cubanos de Miami.

"Não é uma grande notícia. Teria sido uma grande notícia se ele renunciasse hoje e convocasse eleições democráticas", disse o advogado Alfredo Durán, um líder moderado dos exilados. "Eu não estava preocupado de que ele ainda estivesse por aí depois de 2018."

A Assembleia Nacional se reúne durante poucas semanas por ano, e entre as sessões delega os poderes legislativos ao Conselho de Estado, que tem 31 membros e também funciona como Poder Legislativo, ao nomear o Conselho de Ministros.

Os 612 deputados da atual legislatura foram eleitos em 3 de fevereiro, num sistema de lista única, sem disputa real pelas vagas. Apenas 8 por cento deles nasceram depois da revolução de 1959.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below