Raúl Castro anuncia que vai se aposentar em 2018

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 09:37 BRT
 

Por Marc Frank

HAVANA, 25 Fev (Reuters) - O presidente cubano, Raúl Castro, anunciou no domingo que vai deixar o poder ao final do seu segundo mandato de cinco anos, em 2018, e o Parlamento nomeou um político de 52 anos, estrela em ascensão dentro do regime cubano, para se tornar vice-presidente e mais visível candidato à sucessão.

"Este será meu último mandato", disse Raúl, de 81 anos, logo depois de ser eleito pela Assembleia Nacional para o seu novo mandato.

De forma surpreendente, o recém-eleito Parlamento também nomeou Miguel Díaz-Canel como primeiro-vice-presidente, o que significa que ele assumirá o poder caso Raúl não possa concluir seu mandato.

Díaz-Canel, membro da cúpula do Partido Comunista Cubano, ascendeu politicamente atuando nas províncias, até se tornar agora o mais visível possível sucessor do presidente.

O ex-presidente Fidel Castro participou da sessão parlamentar, fazendo uma rara aparição pública. Desde 2006, quando adoeceu e cedeu o poder ao irmão mais novo, Fidel, de 86 anos, abriu mão de todos os seus cargos públicos, menos o de parlamentar da Assembleia Nacional.

Esse provavelmente será o último quinquênio da ilha sob o comando dos irmãos Castro e da sua geração de líderes revolucionários, que governa Cuba desde a revolução de 1959.

Díaz-Canel substituirá como primeiro vice o veterano José Machado Ventura, de 82 anos, que continua sendo um dos cinco vice-presidentes auxiliares.

O comandante revolucionário Ramiro Valdés, de 80 anos, e a tesoureira-geral Gladys Bejerano, de 66, também foram reeleitos como vice-presidentes.   Continuação...

 
Presidente cubano, Raúl Castro, fala depois de sessão de encerramento da Assembleia Nacional do Poder do Povo, em Havana. Raúl Castro anunciou que irá renunciar ao poder após o fim de seu segundo mandato em 2018. 24/02/2013 REUTERS/Desmond Boylan