28 de Fevereiro de 2013 / às 18:24 / 5 anos atrás

Cidade acostumada a pontífices se prepara para acolher papa emérito

Por Catherine Hornby

CASTELGANDOLFO, Itália, 28 Fev (Reuters) - A cidade italiana de Castelgandolfo, a anfitriã de verão para papas ao longo dos séculos, assumiu uma nova missão nesta quinta-feira ao tornar-se o lar temporário do primeiro “papa emérito”.

O papa Bento 16 vai passar os primeiros meses de sua aposentadoria na residência de verão papal, um complexo de moradias com jardins exuberantes, uma fazenda e uma vista deslumbrante sobre o Lago Albano na cratera vulcânica abaixo da cidade.

Moradores colocaram cartazes e balões na praça em frente ao Palácio Papal nesta quinta-feira para receber o pontífice, cujo papado terminaria às 16h (horário de Brasília), com os guardas suíços fora do portão principal entregando a segurança à polícia do Vaticano. Alguns viram isso como uma honra para a cidade, outros como uma oportunidade.

“É uma grande surpresa que ele está renunciando, mas vamos oferecer-lhe solidariedade”, disse Pietro Diletti, padre da paróquia de San Tommaso da Villanova, onde tradicionalmente o papa faz missa em 15 de agosto, o dia da festa cristã que marca a Assunção de Maria.

“Estamos muito felizes que ele está vindo, nós sabemos o quanto ele gosta daqui, e ele será capaz de relaxar”, afirmou Diletti. “Nós o consideramos um cidadão de Castelgandolfo.”

Gianmarco Pelli, de 19 anos, que trabalha em uma fábrica de massas aberta recentemente na cidade, teve uma visão um pouco diferente.

“Quando eu soube que ele estava vindo para cá, eu sabia que aqui ia ser o centro do mundo por um tempo”, disse ele. “O lugar é completamente transformado no verão, torna-se um espetáculo. Espero que seja assim nos próximos meses.”

CHEGADA DE HELICÓPTERO

Bento chegou de helicóptero no final da tarde (horário local) e fez uma última aparição pública aos moradores da cidade antes de entrar na fase final de sua vida “escondida do mundo”, como ele disse recentemente.

Ele vai passar cerca de dois meses em Castelgandolfo, cujos 55 hectares são maiores do que a Cidade do Vaticano, antes de se mudar para a sua nova casa permanente em um mosteiro reformado, atrás da Basílica de São Pedro.

Enquanto cardeais se encontram no Vaticano para escolher o seu sucessor, ele poderá relaxar no palácio papal, visitar duas outras vilas no terreno ou inspecionar a fazenda, que produz frutas e vegetais, óleo, ovos e leite.

O açougueiro local Franco Berretta, 69 anos, disse que os moradores tinham ficado inseguros sobre Bento quando ele esteve na cidade pela primeira vez, mas isso melhorou após suas estadas frequentes.

“No começo, todo mundo disse que ele era alemão e frio, mas quando ele chegou aqui, ele abraçou a todos nós. Estamos felizes que ele esteja começando sua aposentadoria aqui”, afirmou.

Outros moradores se preparavam para um afluxo do tipo de turistas que aparecem durante a temporada de verão, quando os papas tradicionalmente ficam na cidade. A 425 metros acima do nível do mar, a cidade oferece um refrescante alívio do calor sufocante de Roma.

O Vaticano tomou posse da vila principal em 1596, e os papas têm usado como residência de verão desde 1626.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below