Rússia espera que crise na Ucrânia não provoque nova Guerra Fria

sexta-feira, 7 de março de 2014 15:56 BRT
 

MOSCOU, 7 Mar (Reuters) - O porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, afirmou na sexta-feira que apesar do "profundo desacordo" com o Ocidente sobre a Ucrânia, o governo da Rússia espera que seja alcançado algum consenso para evitar uma nova Guerra Fria, informaram agências de notícias russas.

"Ainda há esperanças... que alguns pontos de acordo possam ser encontrados como resultado do diálogo, o que nossos parceiros, graças a Deus, ainda não rejeitaram", disse o porta-voz Dmitry Peskov, segundo divulgou a agência estatal RIA.

"Eu acredito que isso (uma nova Guerra Fria) não começou e eu gostaria de acreditar que não vai começar", disse Peskov.

(Reportagem de Tatiana Ustinova)

 
Dmitry Peskov, porta-voz do presidente russo Vladimir Putin, durante reunião no ano passado, em Moscou. O porta-voz disse nesta sexta-feira que o governo russo espera chegar a um consenso sobre a Ucrânia. 02/07/2013 REUTERS/Maxim Shemetov