26 de Maio de 2014 / às 20:19 / em 3 anos

Empresa de petróleo de Eike revela termos de novo plano de recuperação

SÃO PAULO (Reuters) - A Óleo e Gás Participações, de Eike Batista, revelou novas regras de seu plano de recuperação judicial para a porção restante do chamado empréstimo DIP e sobre a “put option” que pode exigir que o sócio majoritário injete 1 bilhão de dólares na empresa.

Em um documento divulgado no final de semana, a empresa outrora conhecida como OGX Petróleo e Gás Participações informou que seus credores terão que aprovar 90 milhões de dólares adicionais de um empréstimo em posse do devedor (DIP) em duas parcelas.

O documento também incluiu uma cláusula informando os credores de uma venda em potencial da unidade colombiana da OGX e mudanças nos termos da “put option” de Eike em relação ao plano divulgado em fevereiro.

A OGX entrou com o maior processo de recuperação judicial da história na América Latina no Rio de Janeiro em 30 de outubro último, depois que seus primeiros poços de petróleo produziram menos do que o esperado e os investidores perderam confiança na capacidade de a empresa manter os pagamentos de sua dívida e financiar novos empreendimentos em campos de petróleo.

Nos termos do novo plano, os credores terão que concordar em honrar um decisão tomada entre Eike e a empresa a respeito da validade da “put option”. A opção foi questionada e investigada por promotores brasileiros.

O plano ainda altera os termos do empréstimo em posse do devedor, que consistiria em uma venda de títulos em três porções totalmente subscrita pelos credores. A empresa já obteve uma primeira parcela de 125 milhões de dólares em novos financiamentos, e os 90 milhões de dólares restantes serão liberados em duas parcelas depois da aprovação do plano de reestruturação.

As ações da OGX subiram 6,25 por cento nesta segunda-feira.

Quase dois anos atrás, quando a empresa enfrentava o descontentamento crescente de seus investidores, Eike prometeu investir 1 bilhão de dólares na empresa se as ações caíssem a um certo patamar, mas não cumpriu a promessa quando isso ocorreu.

Eike perdeu no ano passado quase toda sua fortuna estimada em 30 bilhões de dólares, depois que as ações do Grupo EBX despencaram. Uma decisão final sobre a “put option” vai se basear em relatos de assessores legais independentes, segundo o documento. Os esforços para descobrir quem são esses assessores não tiveram sucesso.

A empresa deve cerca de 5,1 bilhões de dólares a investidores como o fundo Pacific Investment Management Co., a fornecedores como a Schlumberger NV e à sua empresa-irmã, a OSX Brasil SA. A OSX, que obtém quase toda sua renda da OGX, pediu falência em 10 de novembro passado.

Não foi possível fazer contato com a OSX e seu credores.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below