2 de Junho de 2014 / às 20:44 / 3 anos atrás

Ambev e Vale fazem Ibovespa recuperar território e fechar no azul

SÃO PAULO, 2 Jun (Reuters) - A Bovespa encerrou em alta a primeira sessão de junho, escorada nas ações da Ambev e da mineradora Vale após dados positivos da indústria da China, um movimento de recuperação na esteira de dois pregões seguidos de baixa.

O Ibovespa subiu 0,72 por cento, a 51.605 pontos, nesta segunda-feira. O giro financeiro do pregão totalizou 5 bilhões de reais.

A alta superior a 2 por cento de ambas as ações da Vale e da Ambev ensejaram a recuperação deste pregão, depois de o índice ter perdido 1,91 por cento somente na última sexta-feira.

A atividade industrial da China, principal destino das exportações da mineradora, expandiu no ritmo mais rápido em cinco meses em maio devido à alta das novas encomendas.

"A recuperação do setor está vinculada à maior demanda externa e, também, à melhora nos investimentos em infraestrutura. O governo, de fato, cedeu um pouco e adotou medidas --ainda que pontuais-- de estimulo à economia", afirmou a Guide Investimentos.

Já a Ambev fechou no azul após dados do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) divulgados pela Receita Federal mostrarem crescimento de 14,8 por cento da produção brasileira de cervejas em maio ante igual mês do ano passado.

Em um dia de alta superior a 1,5 por cento do dólar ante o real, as ações das exportadoras Fibria e Suzano tiveram as valorizações mais expressivas do Ibovespa, enquanto o papel da companhia aérea Gol teve a maior queda, de 3,57 por cento.

"A Gol está caindo porque, com a alta do dólar, o combustível fica mais caro", disse o estrategista-chefe da SLW Corretora, Pedro Galdi.

As ações da Petrobras também fecharam no vermelho, embora distantes das mínimas do dia. A estatal divulgou na noite de sexta dados de abril, quando a produção total registrou alta de 0,4 por cento ante o mês anterior.

A analista Lilyanna Yang, do UBS, considerou os dados da Petrobras fracos, apontando que a produção exclusiva no Brasil ficou em 1,922 milhão de barris por dia em abril devido a paradas para manutenção, contra estimativa do UBS de 2,076 milhões de barris por dia em 2014.

O papel da estatal deve enfrentar volatilidade nesta semana, quando pode ser publicada nova pesquisa eleitoral do Datafolha de abrangência nacional registrada no site do Tribunal Superior Eleitoral.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below