23 de Junho de 2014 / às 16:08 / em 3 anos

Em dia de baixo volume e pregão mais curto, dólar cai ante real com China

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta segunda-feira, acompanhando o movimento de outras moedas emergentes após dados fortes sobre a economia chinesa alimentarem o apetite por risco, num pregão mais curto e de baixo volume de negócios devido ao jogo do Brasil na Copa do Mundo.

A moeda norte-americana caiu 0,61 por cento, a 2,2178 reais na venda. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 618 milhões dólares.

“O dado positivo da China está prevalecendo, dando uma força para moedas ligadas a commodities e o real está indo nessa esteira”, disse o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno.

A atividade do setor industrial da China cresceu em junho pela primeira vez em seis meses, oferecendo novos sinais de que a segunda maior economia do mundo está se estabilizando.

O indicador ajudou o dólar a perder terreno contra importantes moedas emergentes e ligadas a commodities, como os dólares neozelandês e australiano e o peso chileno.

No Brasil, o movimento foi acentuado pelo baixo volume de negócios, num pregão encurtado devido ao jogo da seleção brasileira contra Camarões, durante a tarde. A sessão terminou às 13h e mesmo nessas poucas horas, o giro financeiro ficou baixo.

“Nem quem veio trabalhar hoje fechou negócio. Hoje é um dia vazio”, afirmou o operador de câmbio da corretora B&T, Marcos Trabbold.

Com o movimento, a moeda dos EUA afastou-se ainda mais do teto informal de 2,25 reais, que superou em meados da semana passada.

Boa parte do mercado acredita que o Banco Central brasileiro não quer cotações acima desse nível, com medo de impactos adversos sobre a inflação via encarecimento de importados. Por outro lado, avaliam que o dólar abaixo de 2,20 reais prejudicaria as exportações e por isso, desagradaria a autoridade monetária.

Nesta sessão, o BC deu continuidade às rações diárias vendendo a oferta total de até 4 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares, com volume equivalente a 198,6 milhões de dólares. Foram 3,4 mil contratos para 2 de fevereiro e 600 para 1º de junho de 2015.

Em seguida, vendeu a oferta total de até 10 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em julho. Ao todo, já rolou pouco mais de 65 por cento do lote total, que corresponde a 10,060 bilhões de dólares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below