14 de Julho de 2014 / às 14:13 / 3 anos atrás

Xangai deverá ser sede de banco de desenvolvimento dos Brics

NOVA DÉLHI (Reuters) - Xangai deve se tornar a sede de um banco de desenvolvimento que está sendo lançando pelos Brics, apesar de temores de alguns membros do grupo de que a China possa usar a instituição para servir a seus interesses.

Brasil, China, Índia, Rússia e África do Sul devem assinar o lançamento da nova instituição na terça-feira, junto com um fundo emergencial de reservas, após dois anos de negociações, um importanto passo para o grupo.

O conselheiro presidencial russo Yuri Ushakov afirmou a repórteres do Kremlin no final da semana passada que a sede do banco seria em Xangai, capital financeira da China, citando textos para discussão preparados pelos países membros.

Antes dele, o ministro das Finanças da Rússia disse que a Índia estava disputando com a China para sediar o novo banco.

"A sede do banco será localizada em Xangai. Isso está fixado nos documentos", disse Ushakov.

Em mais um sinal de que um acordo havia sido alcançado sobre a sede, uma autoridade do governo indiano minimizou nesta segunda-feira o debate.

O Ministério das Finanças da China não respondeu imediatamente a pedidos para que comentasse o caso.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below