21 de Agosto de 2014 / às 01:33 / em 3 anos

Com Marina, PSB não aceitará doações de empresas de bebidas e agrotóxicos

BRASÍLIA (Reuters) - O PSB não aceitará doações de empresas dos setores de bebidas, fumo, agrotóxicos e armamentos após a ex-senadora Marina Silva assumir a candidatura à Presidência da República no lugar de Eduardo Campos, que morreu num acidente aéreo na semana passada.

O novo coordenador do comitê financeiro da aliança, Basileu Margarido, disse nesta quarta-feira que esta era uma diretriz da Rede Sustentabilidade, partido que Marina não conseguiu criar, mas que não estava sendo imposta ao PSB enquanto a cabeça de chapa era ocupada por Campos.

“Mas agora que a Marina será a candidata, essa restrição vai vigorar”, disse ele a jornalistas.

Segundo Margarido, a coligação já havia recebido doações de empresas de bebida, mas a partir de agora não receberá mais. Ele afirmou que não acredita que essa posição trará dificuldades para a arrecadação de recursos para a campanha.

Reportagem de Jeferson Ribeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below