21 de Agosto de 2014 / às 21:38 / 3 anos atrás

Bovespa renova máxima desde fevereiro de 2013 após sequência de seis altas

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou no azul pelo sexto pregão consecutivo nesta quinta-feira, na mais extensa sequência de altas desde março deste ano, tendo como pano de fundo o quadro externo positivo e um noticiário eleitoral relativamente tranquilo.

A jornada, contudo, teve altos e baixos, com investidores também realizando lucros após o principal índice do mercado local acumular ganhos de quase 6 por cento nas últimas cinco sessões.

Nesse contexto, o Ibovespa encerrou em alta de 0,19 por cento, a 58.992 pontos, maior patamar de fechamento desde 5 de fevereiro de 2013, quando terminou a 59.444 pontos. No melhor momento da sessão bateu 59.207, renovando máxima intradia para o ano.

O volume financeiro somou 6,3 bilhões de reais.

"Com o mercado externo tranquilo e a possibilidade de alternância de governo, fica difícil o Ibovespa cair muito", argumentou o gestor na Effectus Investimentos em São Paulo Joaquim Kokudai.

Nesta quinta-feira, bolsas norte-americanas fecharam em alta. O índice S&P 500 atingiu nova máxima histórica, em meio a dados econômicos positivos.[nL2N0QR20V]

O gestor de outra administradora de recursos, mas no Rio de Janeiro, destacou a contribuição do investidor externo para o desempenho do Ibovespa.

"O que não se sabe é se este é um movimento especulativo de eleição ou algo estrutural, imaginando que as chances de reeleição do atual governo se reduziram significativamente e, com isso, teríamos anos difíceis de ajuste, mas que seriam fundamentais para um crescimento sólido no longo prazo", disse.

Dados da Gradual Investimentos mostravam que os contratos em aberto dos estrangeiros em Ibovespa futuro somavam 94.525 em 20 de agosto. No ano, até o dia 19, o saldo de investidores estrangeiros na Bovespa estava positivo em 16,433 bilhões de reais, segundo informações da bolsa.

As ações preferenciais da Petrobras, que têm tido o movimento ditado pela dinâmica eleitoral, renovaram a máxima intradia para o ano, batendo em 21,67 reais pela manhã, em alta de 1,45 por cento, mas passaram a mostrar volatilidade e fecharam o dia no vermelho por realização de lucros.

O papel havia subido nos últimos quatro pegões, acumulando ganho de quase 15 por cento.

Vale também recuou mesmo após obter licença ambiental prévia para o EIA Global (estudo de impacto ambiental) para algumas áreas do Sistema Norte de Carajás. A notícia já esperada foi avaliada positivamente por analistas.[nL2N0QR0JH]

Outra pressão negativa foi Ambev. O Credit reiterou recomendação "neutra" para o papel, mas cortou o preço-alvo de 18 para 17,50 reais, citando redução nas estimativas do banco para o faturamento da empresa após o segundo trimestre mais ameno e menor rentabilidade em regiões como Argentina.

MMX seguiu entre as maiores perdas do índice, após anúnciar paralisação temporária de produção.[nL2N0QQ1FR]

Natura teve a maior valorização do Ibovespa, com operadores definindo o movimento como técnico, decorrente do chamado "short squeez", operações nas quais agentes compram o papel para cobrir posições vendidas na ação.

Marfrig apareceu na sequência na lista de ganhadoras. Na quarta-feira, o presidente-executivo da empresa, Sérgio Rial, disse à Reuters que a empresa atingiu marcas históricas de abate de gado e de exportações de cortes em julho. [nL2N0QQ26F]

As ações de elétricas também subiam, com destaque para Eletrobras, Eletropaulo e Cesp.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below