10 de Dezembro de 2014 / às 12:17 / 3 anos atrás

Conab eleva projeção de safra de soja 14/15 para recorde de 95,8 mi t

Trabalhadores colhem soja em fazenda em Primavera do Leste, Mato Grosso. 29/01/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou nesta quarta-feira em 5,8 por cento a previsão da safra de soja do Brasil 2014/15, na comparação com o levantamento de novembro, para um recorde de 95,8 milhões de toneladas, com um clima favorável para o desenvolvimento das lavouras.

Com a reavaliação da previsão, a produção no ciclo 14/15 será quase 10 milhões de toneladas superior à da temporada passada, com produtores elevando a área plantada para históricos 31,7 milhões de hectares, aumento de 5 por cento ante 2013/14.

Orientados por melhores preços, os produtores optaram pela soja em lugar do milho na safra de verão, o que permitiu o aumento do plantio da oleaginosa, que está em fase final no país.

Uma safra recorde, no entanto, ainda terá que contar com clima favorável nos próximos meses. As primeiras colheitas de soja ocorrem em janeiro, mas os trabalhos se prolongam até maio nos principais produtores.

“Nas regiões Centro-Oeste e Sul, principais produtoras da oleaginosa no país, as condições climáticas apresentam-se favoráveis às lavouras, com as previsões meteorológicas indicando a possibilidade de uma estabilidade futura nos volumes de chuvas, essencial para o bom desenvolvimento das plantas...”, afirmou a Conab em relatório.

A exportação de soja do Brasil, o principal produto do agronegócio nacional, também atingirá um recorde de 49,6 milhões de toneladas em 14/15, ante 45,6 milhões de toneladas, segundo a Conab.

RECORDE TOTAL

Uma grande safra de soja deverá colaborar para o Brasil colher mais de 200 milhões de toneladas de grãos pela primeira vez.

A estimativa de produção da safra de grãos e oleaginosas está fixada em 201,5 milhões de toneladas, aumento de 4,2 por cento na comparação com a temporada passada, representando um acréscimo de 8,1 milhões de toneladas.

“A soja é a cultura que vem superando destaques nos levantamentos, com crescimento na produção mesmo em face do quadro internacional de superoferta de grãos”, disse a estatal, referindo-se a uma abundância do produto no mundo, que tem pressionado as cotações.

Com o avanço da soja sobre o milho na temporada de verão, a safra total do cereal deverá cair pouco mais de 1 milhão de toneladas na comparação anual, para 78,7 milhões de toneladas.

CORTE NO TRIGO

A Conab ainda reduziu nesta quarta-feira a projeção de safra de trigo do Brasil em 15 por cento na comparação com a previsão de novembro, para 5,95 milhões de toneladas, afastando a possibilidade de o país colher um recorde do cereal neste ano.

Na projeção anterior, a produção brasileira estava estimada em 7 milhões de toneladas, antes de os efeitos do clima desfavorável serem completamente levantados pela Conab.

O tempo ruim afetou especialmente o Rio Grande do Sul, que junto com o Paraná produz grande parte do trigo nacional. A colheita 2014 está praticamente encerrada no país.

Apesar da redução, a colheita do Brasil em 2014 ainda será maior que a registrada no ano passado (5,5 milhões de toneladas), quando geadas afetaram a produção no Paraná.

Já a safra de algodão do Brasil 2014/15 foi estimada em 1,54 milhões de toneladas da pluma, ante 1,6 milhão na previsão de novembro e contra 1,73 milhão de toneladas na safra passada.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below