19 de Dezembro de 2014 / às 19:48 / em 3 anos

Bovespa sobe 2,4% puxada por Vale e tem primeira alta semanal em um mês

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em alta superior a 2 por cento nesta sexta-feira, beneficiado principalmente pela valorização da blue chip Vale, e assegurou o primeiro ganho semanal em um mês.

REUTERS/Sergei Karpukhin (RUSSIA - Tags: POLITICS BUSINESS)

Os papéis da mineradora Vale responderam pela principal influência positiva no Ibovespa nesta sessão, após acelerarem os ganhos à tarde, com o avanço das ações da Petrobras e da BRF também ajudando no avanço.

O Ibovespa subiu 2,38 por cento, a 49.650 pontos. Na semana, acumulou acréscimo de 3,4 por cento. O volume financeiro do pregão ficou em 5,8 bilhões de reais.

Vale disparou à tarde, tendo como pano de fundo a alta do minério de ferro na China, enquanto operadores ouvidos pela Reuters também citaram compras de estrangeiros. As preferenciais subiram 8,24 por cento e os ordinárias avançaram 8,07 por cento.

Em nota a clientes, o BTG Pactual também considerou o movimento com ações da Vale como técnico. No ano, os papéis da mineradora ainda acumulam perda acima de 35 por cento.

Bradespar, que tem participação na mineradora, acompanhou o movimento, com alta de 7,81 por cento.

As ações da Petrobras encontraram suporte na recuperação do preço do petróleo no exterior e em expectativas de mudanças da diretoria da estatal, que está no centro de um escândalo de corrupção. As preferenciais ganharam 3,91 por cento e as ordinárias avançaram 4,66 por cento.

Nomes de executivos do setor privado têm sido citados como possíveis cotados para assumir o posto de presidente-executivo da estatal no lugar de Maria das Graças Foster.

“Esta contratação seria o primeiro passo no caminho para a recuperação”, escreveu em nota a clientes o ex-diretor do Banco Central Mario Mesquita, que hoje comanda a área de economia do Banco Brasil Plural.

Uma fonte próxima à presidente Dilma Rousseff disse à Reuters nesta sexta-feira que o novo presidente do Conselho de Administração da Petrobras deverá ser escolhido entre o futuro ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

BRF avançou 4,72 por cento, após a companhia de alimentos aprovar na quinta-feira programa de recompra de até 1 bilhão de reais em ações.

Bradesco subiu 2,56 por cento e também ajudou o Ibovespa, após sofrer na véspera com novas especulações sobre eventual retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Gol teve alta de 2,40 por cento, a 14,08 reais, mesmo com a subida dos preços do petróleo e a leve valorização do dólar. O Credit Suisse melhorou a recomendação para as ações da companhia aérea a “outperform” (acima da média do mercado), com preço-alvo de 20 reais.

O setor de siderúrgico começou o dia no vermelho, mas recuperou o viés ascendente durante a sessão, com as ações de CSN à frente, fechando em alta de 7,75 por cento. Gerdau avançou 5,56 por cento e Usiminas subiu 3,56 por cento.

Fora do Ibovespa, as ações da Anima Educação saltaram 10,16 por cento, após anunciar acordo para unir suas operações com as da norte-americana Whitney University System no Brasil.

Também reforçou o viés benigno no mercado local nos últimos dias a trégua na aversão à risco externa, após a Rússia conseguir controlar a queda do rublo com a venda de dólares de suas reservas e o Federal Reserve, banco central norte-americano, afirmar na quarta-feira que será “paciente” ao elevar as taxas de juros. O índice MSCI de mercados emergentes avançava quase 1 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below