22 de Janeiro de 2015 / às 20:04 / 3 anos atrás

Bovespa tem 3a alta consecutiva com anúncio de plano do BCE, mas fecha longe da máxima do dia

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa teve sua terceira alta consecutiva nesta quinta-feira, embora tenha fechado longe da máxima da sessão, em um dia positivo pelo anúncio de programa de compra de títulos do Banco Central Europeu (BCE).

Os ganhos, contudo, foram contidos pela queda das ações do setor de educação e pela redução da alta dos papéis da Petrobras.

O Ibovespa subiu 0,44 por cento, a 49.442 pontos, depois de ter chegado a avançar cerca de 2 por cento, operando acima dos 50 mil pontos no melhor momento da sessão. O giro financeiro do pregão totalizou 8 bilhões de reais.

A Petrobras foi a maior influência positiva do dia, apesar de ter reduzido os ganhos que chegaram a 6,5 por cento na máxima, diante da queda do preço do petróleo no exterior. A notícia de que os estoques de petróleo nos Estados Unidos cresceram muito mais do que o esperado na semana passada derrubou as cotações da commodity.

A ação preferencial da petroleira, contudo, ainda fechou em alta de 4,38 por cento.

O mercado brasileiro acompanhou o viés positivo das bolsas norte-americanas e europeias, após a decisão do BCE de injetar recursos na economia da zona do euro, com a compra de até 60 bilhões de euros em títulos por mês até o fim de setembro de 2016.

"O mercado tem espaço para recuperar um pouco esperando a melhora do quadro da economia brasileira prometida pelo (ministro da Fazenda, Joaquim) Levy e com a flexibilização monetária do BCE, que se junta, no exterior, com a China acionando um pouco mais de investimento e os Estados Unidos retardando o aumento do juro", disse o sócio da Órama Investimentos, Álvaro Bandeira.

A operadora Oi teve a maior valorização percentual do Ibovespa, com ganho de quase 20 por cento, com a expectativa de aprovação da venda dos ativos portugueses da companhia à francesa Altice em assembleia geral de acionistas da Portugal Telecom SGPS.

Marfrig e Cosan foram outros destaques na ponta positiva.

Mas as ações da Estácio Participações e da Kroton, do setor educacional, corroeram ganhos do mercado, com quedas de 15,15 e 6,89 por cento, respectivamente. As preocupações de investidores sobre as mudanças nas regras de programas voltados ao financiamento do ensino superior, importante fonte de receita de companhias, se intensificaram nesta quinta.

Matérias na mídia afirmaram que o ministro da Educação, Cid Gomes, defendeu maior rigor para acesso ao Fies, com a elevação da nota de corte para que alunos tenham acesso ao benefício. Gomes teria dito ainda que estuda aumentar as exigências para as universidades participantes.

Por Priscila Jordão

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below