23 de Janeiro de 2015 / às 20:03 / em 3 anos

Bovespa perde mais de 1% pressionada por Vale e temores de racionamento

10/08/2011.Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa caiu mais de 1 por cento nesta sexta-feira, após três ganhos consecutivos, refletindo temores de racionamento de energia e água no Brasil e pressionada pelas ações da mineradora Vale, que tiveram recomendação reduzida por um banco estrangeiro.

O Ibovespa perdeu 1,35 por cento, a 48.775 pontos, encerrando a semana com baixa acumulada de 0,49 por cento. O giro financeiro do pregão totalizou 5,6 bilhões de reais.

A queda das bolsas nos Estados Unidos, por resultados corportativos desapontadores, também pesou no desempenho da bolsa brasileira. Mas o principal apreensão no mercado doméstico veio da atual crise hídrica.

"Há uma preocupação geral com os setores de energia e água, ainda mais com o ministro (de Minas e Energia, Eduardo Braga) afirmando que se os reservatórios das hidrelétricas caírem abaixo do limite de 10 por cento, o país pode precisar de racionamento. Isso acaba prejudicando a economia como um todo", disse o operador da Renascença DTVM Luiz Roberto Monteiro.

Braga admitiu a chance de racionamento na véspera, embora tenha afirmado que o país ainda está longe disso.

A concessionária de saneamento do Estado de São Paulo, Sabesp, teve a maior queda do Ibovespa, de 11,65 por cento, diante de sinais de piora do cenário hídrico do país. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) previu nesta sexta que as chuvas que deverão chegar às represas da região Sudeste em janeiro sejam equivalentes a 43 por cento da média histórica.

O índice também foi pressionado pela Vale, após o Goldman Sachs reduzir a recomendação para os papéis da mineradora de compra para neutra, diante da piora em suas previsões para os preços do minério de ferro, do níquel e do cobre, que impactam o fluxo de caixa e os múltiplos da gigante brasileira. A preferencial da companhia na Bovespa caiu 5,32 por cento, enquanto a ADR recuava quase 10 por cento.

O Goldman cortou ainda o preço-alvo da ação da CSN de 4 para 3,80 reais, mantendo a recomendação de venda. Os papéis da empresa tiveram a terceira maior baixa do Ibovespa.

Ações de bancos também recuaram, assim como Petrobras, com o mercado na expectativa pelo balanço do terceiro trimestre da estatal, que pode ser divulgado na próxima terça-feira. A Petrobras informou nesta sexta-feira que ainda avalia valor de baixas contábeis que poderá fazer em função dos desdobramentos da Operação Lava Jato.

No sentido oposto, a operadora Oi ganhou 3,55 por cento, depois de já ter subido 32,2 por cento nos dois pregões anteriores pela expectativa de aprovação por acionistas da Portugal Telecom SGPS da venda de seus ativos portugueses à Altice. A aprovação ocorreu na véspera, encerrando várias semanas de incerteza.

Embraer foi outra ação que despontou entre as principais altas, com ganho de 3,29 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below