9 de Fevereiro de 2015 / às 14:08 / 3 anos atrás

Funcionários da Petrobras elegem nome da FUP, ligada ao PT, para Conselho de Administração

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O coordenador-geral do Sindipetro Bahia, Deyvid Bacelar, apoiado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), venceu a disputa para representar os funcionários da Petrobras em 2015 no Conselho de Administração (CA), em um dos momentos mais delicados já enfrentados pela petroleira estatal.

Sede da Petrobras no Rio de Janeiro. 29/1/2015 REUTERS/Sergio Moraes

Bacelar, que tem o aval da maior federação de trabalhadores da Petrobras, historicamente ligada ao PT, venceu no segundo turno das eleições o atual conselheiro, Silvio Sinedino, com 6.864 votos dos votos, ou 57,83 por cento. A apuração dos votos do segundo turno, que terminou no domingo, foi realizada nesta segunda-feira.

Sinedino, que é filiado à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), uma entidade com menos sindicatos filiados do que a FUP, demonstrou independência em vários episódios, como na última reunião de conselho, na qual votou contra os nomes propostos por representantes do governo para a diretoria. Ele ocupou a importante cadeira em 2012 e em 2014.

A posse de Bacelar, eleito para um mandato de um ano, será na primeira reunião do conselho após a sua eleição formal, prevista para acontecer na Assembleia Geral dos Acionistas da Petrobras, quando também são definidos outros conselheiros da companhia.

É a quarta vez que um empregado é eleito para o conselho com a função de representar funcionários. Mas um nome da FUP, em tese, pode aumentar a influência do governo petista no colegiado.

O conselho da Petrobras é formado por dez membros, sendo sete indicados pelo governo, um pelos acionistas minoritários de ações ordinárias, um pelos acionistas de preferenciais e um pelos empregados.

Nas eleições deste ano, segundo a Petrobras, 138 candidatos concorreram à vaga para representar os funcionários.

Durante as eleições, Bacelar propôs aos funcionários a criação de um canal de comunicação direto com a categoria, pessoalmente e também por meio de redes sociais, e-mail e site, como forma de prestar contas da atuação no conselho.

Além disso, Bacelar planeja levar para o conselho demandas colocadas pelos trabalhadores sobre as questões de saúde, meio ambiente e segurança e dar continuidade à atuação junto ao Congresso Nacional para a implementação do projeto de lei que permite a ampliação do mandato para dois anos.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below