19 de Fevereiro de 2015 / às 17:23 / 3 anos atrás

Walmart melhora vendas no Brasil, mas diz que ainda há muito a fazer

SÃO PAULO (Reuters) - O gigante norte-americano de varejo Walmart registrou melhora nas vendas em lojas físicas no Brasil em seu quarto trimestre fiscal, mas avaliou que ainda há trabalho a fazer no país.

Para os três meses encerrados em janeiro, o Walmart divulgou nesta quinta-feira crescimento de 3,1 por cento nas vendas líquidas no Brasil sobre um ano antes, após recuo de 0,7 por cento no trimestre anterior.

O aumento foi puxado pelo avanço de 5,2 por cento no ticket de compra nas unidades da rede, enquanto o tráfego nas lojas seguiu no negativo, caindo 2,1 por cento na comparação anual.

Em comentário sobre o desempenho, o presidente-executivo do Walmart International, David Cheesewright, afirmou que a administração permaneceu focada em aumento da produtividade e controle das despesas, acrescentando que uma precificação estratégica resultou em margens favoráveis. Sem entrar em detalhes, a rede apontou aumento na margem bruta no período.

“Enquanto estamos vendo resultados positivos, ainda há trabalho a ser feito no nosso plano de reviravolta”, disse.

Apesar de ter mostrado melhora na comparação com o trimestre anterior, o resultado das lojas físicas do Walmart no país continuou abaixo do registrado pelos rivais Carrefour e Grupo Pão de Açúcar, embora a comparação não seja inteiramente nas mesmas bases, já que os concorrentes consideram os meses de outubro a dezembro para o quarto trimestre.

Nessa etapa, as vendas líquidas da divisão alimentar do GPA, que reúne as bandeiras Pão de Açúcar, Extra e Assaí, subiram 5,8 por cento. Já o Carrefour, que divulga apenas dados brutos, viu as vendas avançarem 14,7 por cento.

COMÉRCIO ELETRÔNICO

Enquanto a maior varejista do mundo segue perseguindo melhor desempenho em seus pontos físicos no Brasil, para a divisão de e-commerce do Walmart o último trimestre foi o mais forte já obtido no país, com crescimento de dois dígitos nas vendas sendo puxado pelas categorias de eletrodomésticos e dispositivos móveis.

O chefe de e-commerce global do Walmart, Neil Ashe, afirmou que o país continuará entre as prioridades de investimento do Walmart, junto com China e Reino Unido.

Globalmente, o lucro líquido atribuível ao Wal-Mart Stores subiu 12 por cento no quarto trimestre encerrado em 31 de janeiro, a 4,97 bilhões de dólares. A receita total avançou 1,4 por cento, a 131,57 bilhões de dólares. [nL1N0VT1IN]

Por Marcela Ayres; Edição de Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below