27 de Fevereiro de 2015 / às 18:23 / 2 anos atrás

Resultados impulsionam índice europeu após melhor início de ano em décadas

PARIS/LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta sexta-feira, dando continuidade ao melhor início de ano desde que os termômetros regionais foram criados, no fim de 1986, e renovando a máxima em sete anos, sustentado por resultados corporativos positivos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, subiu 0,38 por cento, a 1.563 pontos, maior nível de fechamento em sete anos.

O índice encerrou fevereiro com ganho de 6,7 por cento e acumula alta de 14 por cento até agora neste ano, impulsionado pela perspectiva de o programa de "quantitative easing" do Banco Central Europeu começar em março.

As ações da Airbus ganharam 7,2 por cento após a empresa registrar alta no lucro operacional e anunciar o maior dividendo histórico. O papel foi o que mais avançou no FTSEurofirst 300

A ação do Bank of Ireland subiu 7,6 por cento depois de a companhia informar o primeiro lucro anual desde a crise financeira. As ações da International Airlines Group ganharam 3,7 por cento após ter elevado sua previsão de lucro em 2015 em mais de 20 por cento.

Contrariando a tendência, os papéis da empresa belga de telecomunicações Belgacom perderam 5,6 por cento. O lucro trimestral e as projeções para 2015 ficaram abaixo das expectativas.

Após dois terços da temporada de resultados europeia, 55 por cento das companhias atingiram ou superaram as projeções de analistas.

A expectativa é que os lucros do quarto trimestre cresçam 14,9 por cento, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S, o que seria a melhor temporada de resultados da Europa em três anos e meio.

"Os resultados em geral têm sido encorajadores. O cenário de resultados dos EUA está parecendo desafiador, mas os da Europa estão sendo elevados", disse o diretor de ações do RBC Wealth Management Frédérique Carrier.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,04 por cento, a 6.946 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,66 por cento, a 11.401 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,83 por cento, a 4.951 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,78 por cento, a 22.337 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,35 por cento, a 11.178 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,62 por cento, a 5.689 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below