13 de Maio de 2015 / às 23:15 / 2 anos atrás

Venda do HSBC teria pouco impacto no mercado, diz Santander Brasil

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O mercado bancário brasileiro não deve ter impacto relevante com

com a possível venda das operações do HSBC no país, disse nesta quarta-feira o diretor financeiro e de Relações com Investidores do Santander Brasil, Angel Santodomingo, que frisou prioridade do crescimento orgânico.

"Quando se tem um sistema financeiro muito concentrado em 5 instituições, os outros 15 ou 20 por cento tem pouco impacto", disse Santodomingo a jornalistas.

Nesta quarta-feira, a Reuters veiculou que o conglomerado HSBC deve receber em junho propostas por sua unidade no Brasil e que o Santander já teve acesso aos documentos.

ORGÂNICO

Segundo Santodomingo, há espaço para expansão em alguns nichos no país. O Santander tem uma fatia de mercado de cerca de 10 por cento no mercado de crédito do país.

"Temos cota de mercado mais baixa em segmentos como agronegócio e outros e estamos nos esforçando para crescer organicamente", disse ele a jornalistas após participar de encontro com investidores e analistas da Apimec.

Na semana que vem, o banco vaie lançar um nova plataforma de negócios voltado para empresas pequenas e médias.

O Brasil responde por cerca de 21 por cento do lucro global do Santander, acima da matriz espanhola, com 15 por cento.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below