20 de Maio de 2015 / às 11:05 / em 2 anos

Tel Italia quer continuar no Brasil e saúda investidorees estrangeiros, diz chairman

Loja da TIM no centro do Rio de Janeiro. 20/08/2014 REUTERS/Pilar Olivares

ROZZANO, Itália (Reuters) - O presidente do Conselho da Telecom Italia, Giuseppe Recchi, disse que saúda a entrada de investidores estrangeiros no grupo italiano de telefonia e que a empresa pretende continuar no Brasil e ter um papel de liderança no país, durante reunião com acionistas nesta quarta-feira para aprovar mudanças nas regras de nomeações ao Conselho.

As mudanças propostas podem dar a investidores minoritários uma representação maior no Conselho e surgem pouco antes da esperada elevação do grupo francês de mídia Vivendi à posição de maior investidor no grupo italiano.

“Rejeitamos a lógica de que investimentos estrangeiros na Telecom Italia sejam perigosos: quem quer que seja que traga capital e conhecimento contribui para tornar nossa companhia mais forte, independentemente se o investidor for italiano ou estrangeiro”, disse Recchi aos acionistas.

Sob as novas regras, que acionistas devem aprovar mais tarde nesta quarta-feira, os diretores com a maioria dos votos receberão dois terços dos assentos no Conselho, em comparação a quatro quintos anteriormente. O mandato do conselho atual termina em 2017.

A Telecom Italia é controladora da TIM Participações no Brasil.

Por Danilo Masoni e Stefano Rebaudo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below