27 de Maio de 2015 / às 16:09 / 3 anos atrás

Indústria de bovinos espera liberação de embarques para Arábia Saudita em julho

SÃO PAULO (Reuters) - A Arábia Saudita deverá liberar no fim do mês de julho a importação de carne bovina brasileira, embargada desde 2012, estimou nesta quarta-feira a entidade que representa os grandes frigoríficos do país.

Uma última visita de técnicos sauditas a frigoríficos brasileiros está agendada para 1º de junho, informou a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

“Após o Ramadã deveremos receber a autorização para exportar. Com isso, se recompõe o quadro (de destinos de exportação) de 2012”, disse à Reuters o presidente da Abiec, Antônio Camardelli.

O Ramadã é o mês sagrado dos muçulmanos, que em 2015 cai entre 18 de junho e 17 de julho.

A Arábia Saudita foi um dos países que embargaram as compras de carne bovina no fim de 2012, após o registro de um caso atípico de mal da vaca louca no Brasil. Naquele ano, a Arábia Saudita foi o oitavo principal importador do produto brasileiro, com aquisições de quase 36 mil toneladas.

A liberação da Arábia Saudita é importante também porque pode influenciar a decisão de importação de outros países do Oriente Médio, segundo a Abiec.

No início deste mês, a China liberou as oito primeiras unidades brasileira de abate de bovinos, após também ter embargado as compras em 2012.

Por Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below