28 de Maio de 2015 / às 00:28 / 2 anos atrás

Fazenda diz que Congresso "demonstrou grandeza" ao aprovar MPs 664 e 665

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante audiência pública no Senado, em Brasília, em março. 31/03/2015Ueslei Marcelino

(Reuters) - O Ministério da Fazenda comemorou nesta quarta-feira a aprovação pelo Congresso Nacional das Medidas Provisórias 664 e 665, que fazem parte do ajuste fiscal, classificando as mudanças nas regras de acesso a benefícios previdenciários e trabalhistas como uma vitória do país.

"O Congresso demonstrou grandeza ao perceber a importância das medidas para reconduzir o Brasil ao caminho do desenvolvimento e dar-lhes efetividade", disse o ministério em nota, após o Senado concluir a votação da MP 664, que altera as regras de acesso a benefícios previdenciários, como a pensão por morte.

Na terça-feira, o Senado já havia concluído a votação da MP 665, que altera o acesso a benefícios trabalhistas, como o seguro-desemprego.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi um dos principais articuladores do governo para a aprovação das medidas no Congresso, que sofreram resistência inclusive de parlamentares da base aliada.

"Encerra-se este capítulo. Teremos sucesso também nos próximos", disse a Fazenda.

Por Raquel Stenzel, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below