2 de Dezembro de 2015 / às 19:55 / em 2 anos

Produção de petróleo no Brasil sobe 0,5% em outubro ante setembro, diz ANP

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção de óleo e gás no Brasil em outubro ficou próxima da estabilidade em relação a setembro, após registrar queda mensal no período anterior, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta quarta-feira.

O país produziu em outubro 2,406 milhões de barris de petróleo (bpd), uma alta de apenas 0,5 por cento ante setembro. Já a produção de gás natural foi de 97,6 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), alta de 0,2 por cento no período.

Somando a produção de petróleo e gás, o Brasil extraiu 3,020 milhões de barris de óleo equivalente (boe) em outubro, avanço de 0,4 por cento ante setembro.

A produção do pré-sal caiu pelo segundo mês consecutivo em outubro.

O pré-sal produziu em outubro 809,8 mil bpd e 31,1 milhões m³/d de gás natural, totalizando 1,006 milhão de boe/d, uma queda de 2,3 por cento em relação ao mês anterior.

A produção do pré-sal ocorreu em setembro e outubro por meio de 52 poços, todos operados pela Petrobras.

Questionada sobre a queda em outubro, a petroleira estatal afirmou que a oscilação verificada ocorreu devido a “questões operacionais já normalizadas nos FPSOs Cidade de Mangaratiba e Cidade de Paraty, ambos no campo de Lula, na Bacia de Santos”.

A empresa não quis explicar que “questões operacionais” impactaram a produção de ambas as unidades, limitando-se a afirmar que elas já foram solucionadas.

Já em relação a setembro, a Petrobras explicou que houve uma parada programada da plataforma P-58, no campo de Jubarte, na Bacia de Campos, entre os dias 1º e 13 daquele mês.

Veja na tabela abaixo detalhes dos volumes produzidos pelas dez principais empresas em outubro, por concessionário, com dados comparativos do mesmo mês de 2014:

Concessionário Petróleo Gás Natural Produção total Produção total

(bpd) (Mm³/d) 2015 (boe/d) 2014 (boe/d)

1 Petrobras 2.007.601 78.404 2.500.763 2.502.417

2 BG Brasil 143.380 6.040 181.372 110.967

3 Repsol Sinopec 57.474 1.914 69.514 39.296

4 Statoil Brasil 45.211 67 45.632 50.415

5 Petrogal Brasil 33.332 1.640 43.650 29.036

6 Sinochem Petróleo 30.140 45 30.421 33.610

7 Shell Brasil 27.602 279 29.355 55.412

8 Parnaíba Gás Natural 8 3.323 20.907 23.058

9 Queiroz Galvão 233 2.708 17.266 16.682

10 Chevron Frade 11.413 121 12.172 14.342

Fonte: ANP

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below