7 de Janeiro de 2016 / às 19:54 / 2 anos atrás

Preço da energia seguirá em queda na próxima semana por baixo consumo, diz mercado

SÃO PAULO (Reuters) - O preço da energia elétrica no mercado de curto prazo, ou spot, que despencou no início de 2016, deve apresentar nova queda para a próxima semana no Brasil, à exceção da região Nordeste, devido a um cenário de consumo em baixa e chuvas dentro do previsto, afirmaram consultorias especializadas.

O chamado Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), referência para negociações de contratos no mercado livre de eletricidade, começou 2016 com queda de mais de 50 por cento no Sudeste --no patamar de carga média do Sudeste/Centro-Oeste, o PLD está em 48 reais por megawatt-hora, contra 149 reais na última semana de dezembro.

"Os preços devem permanecer em queda no Sudeste. Pela nossa análise, o PLD deve ficar entre 30 e 36 reais por megawatt-hora", disse o sócio da comercializadora Nova Energia, Gustavo Machado.

O diretor-executivo da consultoria Safira Energia, Mikio Kawai Jr, também vê uma tendência de leve retração para o PLD da próxima semana, que será divulgado na sexta-feira pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Kawai avalia que o PLD poderá cair para em torno de 40 reais por megawatt-hora.

No Nordeste, no entanto, os preços devem continuar próximos do atual patamar de 358 reais por megawatt-hora, devido à falta de chuvas na região, onde os reservatórios das hidrelétricas estão bastante baixos, com 5 por cento da capacidade.

"Ali deve haver manutenção... a não ocorrência de chuvas permanece, a tendência é de estabilização, de continuar alto", disse Kawai.

Apesar de o Brasil estar oficialmente em período chuvoso, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) projetou na semana passada que as chuvas nas hidrelétricas do Sudeste devem ficar em apenas 26 por cento da média no Nordeste em janeiro.

"Devido ao castigo aplicado ao Nordeste pelo El Niño (que tem como efeito secas na região), imagino que o PLD deva permanecer (elevado)... será difícil reverter esse quadro de maneira estrutural", afirmou o consultor Braz Justi, da Esfera Energia.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below