3 de Novembro de 2016 / às 13:52 / em um ano

Bovespa ensaia melhora com Wall Street; BB Seguridade pesa

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro ensaiava uma recuperação no final da manha desta quinta-feira, acompanhando o tom positivo em Wall Street, após abertura pressionada por ajustes ao movimento de ADRs na véspera e sinalização do Federal Reserve sobre os juros norte-americanos também na quarta-feira.

Às 11:45, o Ibovespa subia 0,14 por cento, a 63.415 pontos. O volume financeiro era de 1,97 bilhão de reais.

Em Nova York, o índice S&P 500 avançava 0,2 por cento, buscando interromper sete sessões de queda. [nL4N1D4450

Na véspera, o banco central norte-americano manteve os juros, mas sinalizou fortemente que pode elevar a taxa em dezembro, com a economia ganhando fôlego e com membros do Fed expressando mais otimismo de que a inflação está se movendo na direção da sua meta de 2 por cento.

A notícia do Fed e ajustes à queda de vários ADRs (recibos de ações negociadas nos EUA) brasileiros na véspera ajudaram a pressionar a abertura da bolsa local, com o Ibovespa recuando 1 por cento na mínima mais cedo.

Do exterior, também segue no foco o cenário eleitoral norte-americano, em meio à disputa acirrada pela presidência do país entre Hillary Clinton e Donald Trump, com pesquisas recentes mostrando avanço do republicano a poucos dias da votação, o que causou tensões nos mercados.

A mais recente pesquisa Reuters/Ipsos, no entanto, mostrou a vantagem da candidata democrata aumentando.

DESTAQUES

- VALE PNA avançava 0,9 por cento e VALE ON ganhava 0,7 por cento, corroborando a melhora do Ibovespa, em sessão de alta no preço do minério de ferro com entrega no porto chinês de Tianjin.

- ITAÚ UNIBANCO subia 0,9 por cento, após a queda de quase 3 por cento de terça-feira, endossando a melhora dada a relevante fatia que detém no índice. BRADESCO PN mostrava acréscimo de 0,62 por cento.

- PETROBRAS PN revertia a perda e subia 0,3 por cento, enquanto PETROBRAS ON reduzia a queda para 0,2 por cento, com o preços do petróleo buscando se sustentar no azul e após ajustes à queda dos respectivos ADRs na véspera, quando o mercado brasileiro permaneceu fechado. [O/R]

- BB SEGURIDADE perdia 3,5 por cento. O balanço do terceiro trimestre da empresa será divulgado em 7 de novembro e analistas da corretora Brasil Plural avaliam que o resultado pode mostrar impacto da greve dos bancários, que levou a um efeito atípico nas vendas de seguros em setembro.

- RUMO LOGÍSTICA perdia 3 por cento, uma das maiores baixas do Ibovespa. No radar estava o rebaixamento para “equal weight” na recomendação da corretora Brasil Plural, com seus analistas dizendo que o resultado da empresa, previsto para o dia 9 de novembro, não deve atingir as expectativas do mercado.

- ITAUSA PN subia 0,76 por cento, tendo como pano de fundo a notícia de que a holding ingressou formalmente na concorrência por compra de participação BR Distribuidora, subsidiária de postos de combustíveis da Petrobras, com analistas considerando o impacto marginalmente negativo no curto prazo, mas positivo no médio e longo prazo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below