25 de Novembro de 2016 / às 20:57 / em um ano

Ibovespa sobe 0,3% por menor preocupação com cena política; Vale é destaque positivo

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa engatou uma recuperação na reta final do pregão desta sexta-feira, fechando na máxima da sessão, conforme diminuíram as preocupações com a cena política e tendo as ações da Vale entre os destaques positivos.

O Ibovespa subiu 0,27 por cento, a 61.559 pontos, após ter caído 1,3 por cento na mínima do pregão. Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 2,7 por cento, com os primeiros pregões impulsionados pelo cenário externo mais favorável à tomada de risco.

O volume financeiro da sessão somou 5,6 bilhões de reais, abaixo da média diária para o mês até a véspera, de 9,6 bilhões, diante de um pregão reduzido nos Estados Unidos. O giro também ficou abaixo da média diária para o ano, de 7,3 bilhões de reais.

As preocupações com o crise política foram amenizadas ao longo do dia pela saída do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e por declarações do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero sobre conversas com o presidente Michel Temer.

Calero negou, em nota, que tenha pedido audiência com Temer com intuito de gravar a conversa. Mais cedo, as preocupações no mercado vieram na esteira de notícias de que o ex-ministro disse à Polícia Federal que foi pressionado por Temer para encontrar uma “saída” para o caso de uma obra de interesse Geddel, que pediu demissão nesta manhã.

“O lado mais negativo é ver toda essa situação como um profundo desgaste para o governo no momento que precisa de apoio para poder fazer com que as reformas passem”, disse o analista da corretora Clear Raphael Figueredo.

Embora o Ibovespa tenha se recuperado no fim dos negócios, operadores destacaram que a liquidez reduzida, em meio a uma sessão mais curta nos Estados Unidos após o feriado de Ação de Graças, e a cautela antes do fim de semana evitaram ganhos mais significativos.

DESTAQUES

- VALE PNA subiu 4,53 por cento e VALE ON avançou 4,75 por cento, liderando os ganhos do Ibovespa, em nova sessão de alta nos preços do minério de ferro na China.

- CSN subiu 2,55 por cento, com a perspectiva de reajustes nos preços a partir de dezembro. GERDAU avançou 1,43 por cento e USIMINAS PNA ganhou 0,68 por cento.

- EMBRAER teve ganho de 1,68 por cento, em meio à alta do dólar frente ao real.

- PETROBRAS PN caiu 1,8 por cento, longe das mínimas da sessão, quando as ações caíram mais de 3 por cento. Já PETROBRAS ON teve variação positiva de 0,11 por cento, revertendo as quedas vistas durante a maior parte do pregão, em sessão de baixa nos preços do petróleo no mercado internacional. [O/R]

- ITAÚ UNIBANCO perdeu 0,68 por cento, em dia sem viés único para o setor bancário. BRADESCO PN teve alta de 0,47 por cento, após operar em terreno negativo durante a maior parte dos negócios.

- KROTON teve baixa de 2,7 por cento, terceiro dia de perdas, acumulando desvalorização de 7,4 por cento. Esta semana, a Reuters publicou que a empresa avalia se desfazer de todo o negócio de ensino a distância da ESTÁCIO para obter aval do Cade para a aquisição. As ações da Estácio caíram 1,46 por cento. Após o fechamento, a Kroton afirmou que não foi informada até o momento sobre eventuais medidas a serem pedidas pelo Cade para aprovação da compra da Estácio.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below