9 de Dezembro de 2016 / às 20:50 / um ano atrás

Bovespa recua 0,29% com cautela por cena política; Pão de Açúcar sobe

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou em queda nesta sexta-feira, em sessão marcada pela cautela ante expectativa de novidades no campo político e de avanços em medidas para recuperação da economia, com papéis de siderúrgicas entre os destaques negativos, enquanto as ações do Pão de Açúcar lideraram os ganhos.

O Ibovespa caiu 0,29 por cento, a 60.500 pontos. Na semana, o índice teve ganho de 0,31 por cento.

O volume financeiro do pregão somou 7,6 bilhões de reais, abaixo da média diária para o mês até a véspera, de 8,32 bilhões de reais, mas um pouco acima da media diária do ano, de 7,39 bilhões de reais.

A sessão foi marcada por instabilidade, com o Ibovespa mudando de sinal diversas vezes e marcando alta de 0,75 por cento no melhor momento, enquanto na mínima caiu 0,6 por cento.

Investidores preferiram adotar cautela nesta sexta-feira, à espera da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do teto dos gastos públicos, que deve acontecer na próxima terça-feira.

Ainda no campo político, a tramitação da proposta de reforma da Previdência, ainda em fase inicial, seguirá no radar dos investidores. Pela manhã, o governo federal negou que aceitaria diminuir a idade mínima de 65 anos para aposentadoria estabelecida na proposta.

Outro fator que inspirou cautela nesta sessão foi a espera pela decisão do Federal Reserve sobre a taxa de juros nos Estados Unidos, que acontece na próxima quarta-feira. Operadores ficarão atentos a sinalizações banco central norte-americano, em busca de pistas sobre o ritmo de aperto monetário nos EUA.

DESTAQUES

- GERDAU caiu 5,23 por cento, a maior queda do Ibovespa, em sessão marcada por baixa nos preços do aço e do minério de ferro na China e após fortes altas recentes. Apenas em novembro, as ações da empresa subiram mais de 23 por cento. CSN teve baixa de 3 por cento e USIMINAS PNA perdeu 2,91 por cento.

- VALE PNA cedeu 0,67 por cento e VALE ON desvalorizou-se em 1,73 por cento, em sessão de baixa para os preços do minério de ferro na China.

- JBS caiu 1,25 por cento, ampliando as perdas da véspera, quando recuou 2,53 por cento. Nas duas sessões anteriores, o papel acumulou ganho de 23,4 por cento devido à boa recepção do novo plano de reorganização da empresa.

- LOCALIZA cedeu 1,16 por cento, também dando continuidade ao declínio de 0,81 por cento de quinta-feira, que sucedeu uma valorização de 11,6 por cento em duas sessões por causa do acordo para compra das operações brasileiras da Hertz.

- PÃO DE AÇÚCAR avançou 5,01 por cento, o melhor desempenho entre as ações que compõem o Ibovespa. As perspectivas divulgadas na véspera pela empresa, que espera crescimento do setor de varejo no país em 2017 e reforço da sua presença no formato de atacarejo, alimentaram otimismo entre os investidores.

- BRADESCO PN subiu 1,33 por cento, após a diretoria do banco ter proposto o pagamento de quase 1,5 bilhão de reais em juros sobre capital próprio. As ações do setor têm mostrado forte volatilidade nas últimas semanas, após acumularem ganhos expressivos no ano. ITAÚ UNIBANCO ganhou 0,3 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below