13 de Dezembro de 2016 / às 12:19 / 8 meses atrás

Novo premiê da Itália se diz disposto a intervir para ajudar bancos

Novo primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, durante entrevista coletiva em Roma. 12/12/2016Remo Casilli

ROMA (Reuters) - O novo primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, disse nesta terça-feira que o governo estará pronto para agir em apoio ao conturbado setor bancário do país.

"Quero dizer muito claramente que o governo... está pronto para intervir de maneira a garantir a estabilidade dos bancos e as poupanças de nossos cidadãos", disse o premiê à Câmara dos Deputados em seu primeiro pronunciamento após tomar posse no cargo.

O Monte dei Paschi di Siena (BMPS.MI), terceiro maior banco da Itália, está empenhado em uma última tentativa de arrecadar os 5 bilhões de euros de que necessita do mercado para se manter à tona.

Na segunda-feira uma fonte do Tesouro disse que o Estado está disposto a injetar capital na instituição, um dos vários bancos italianos vitimados por empréstimos ruins.

Por Philip Pullella

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below