14 de Dezembro de 2016 / às 16:06 / em um ano

Confiança do consumidor do Brasil sobe em dezembro por condições atuais, diz Thomson Reuters/Ipsos

SÃO PAULO (Reuters) - A confiança do consumidor brasileiro avançou em dezembro diante da forte melhora da percepção das condições atuais e dos investimentos, voltando a patamares que não eram vistos desde meados de 2015, apontou o indicador da Thomson Reuters/Ipsos divulgado nesta quarta-feira.

O Índice Primário de Sentimento do Consumidor (PCSI, na sigla em inglês) avançou 2,2 pontos neste mês e chegou a 40,5. A última vez que o indicador ficou na casa dos 40 pontos foi em junho de 2015, quando atingiu 40,1 depois de chegar a 42,2 em maio.

A alta mais forte foi registrada pelo subíndice que avalia as condições atuais, que foi a 32,4, 5,7 pontos acima da leitura de novembro.

Também apresentou forte alta o quesito que mede o clima de investimentos, de 4,9 pontos, indo a 42,5. O subíndice de emprego também avançou, 1,9 ponto, chegando a 29,7 em dezembro.

A única queda foi registrada no subíndice de expectativas, para 61,8 após recuo de 3,4 pontos na comparação com novembro.

A confiança de consumidores e agentes econômicos é tida como essencial pelo governo para a retomada econômica. Entretanto, em novembro o índice de confiança do consumidor medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) recuou após seis altas seguidas ao apresentar também piora das expectativas.

Por Camila Moreira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below