17 de Dezembro de 2016 / às 15:35 / em 9 meses

Vivendi nega planos de controlar a italiana Mediaset

MILÃO (Reuters) - A Vivendi negou neste sábado que estava planejando assumir o controle da Mediaset, depois de comprar um quinto da emissora italiana, movimento que irritou o governo e alimentou disputa em curso entre as empresas sobre um acordo de TV paga.

A Vivendi, controlada pelo bilionário francês Vincent Bollore, tornou-se a segunda acionista da Mediaset, atrás da Fininvest, holding do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, quando alcançou o objetivo inicial de construir uma participação de 20 por cento nesta semana.

O governo italiano advertiu a Vivendi contra a montagem de uma oferta hostil de aquisição da Mediaset, a maior emissora privada italiana e uma das maiores empresas do país.

As autoridades estavam preocupadas com o fato de que Bollore, que controla a Telecom Italia e é acionista da Mediobanca, pode acabar exercendo influência ainda maior sobre o cenário corporativo da Itália.

Mas em entrevista concedida ao jornal italiano Corriere della Sera neste sábado, o presidente-executivo da Vivendi, Arnaud de Puyfontaine, disse que o movimento não era hostil, mas sim parte dos planos mais amplos de Bollore para construir uma empresa europeia com alcance global.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below