28 de Dezembro de 2016 / às 09:11 / em 8 meses

Panamá vai cancelar contrato de hidrelétrica com Odebrecht

Ministro Alvaro Alemán, porta-voz da Presidência do Panamá, durante entrevista coletiva na capital panamenha. 27/12/2016Eduardo Grimaldo

CIDADE DO PANAMÁ (Reuters) - O governo do Panamá anunciou na terça-feira que irá cancelar um contrato de 1 bilhão de dólares com a Odebrecht para o desenvolvimento da hidrelétrica Chan II, depois de a empreiteira ter se declarado culpada na semana passada de pagamento de suborno em vários países, entre eles o Panamá.

O ministro Alvaro Alemán, porta-voz da Presidência do Panamá, disse que o governo buscará "adotar as ações necessárias" para encerrar o contrato de Chan II, na costa do Atlântico, que foi entregue à Odebrecht em 2014 para a construção e operação por 50 anos da hidrelétrica, sem custo para o Estado.

Alemán afirmou ainda que o Panamá proibirá a Odebrecht de obter novos contratos ou que sejam ratificados os que a empreiteira detém até que demonstre uma colaboração "efetiva e eficaz" nas investigações sobre os subornos, superiores a 59 milhões de dólares no Panamá e entregues entre 2010 e 2014 a funcionários governamentais e intermediários para assegurar, entre outros, contratos de obras públicas.

Um porta-voz da Odebrecht no Panamá não pôde comentar de imediato o anúncio do governo panamenho.

Reportagem de Elida Moreno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below