29 de Dezembro de 2016 / às 09:25 / em 9 meses

Em reunião de dezembro, um membro do BC do Japão pediu meta de rendimento mais alta

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão deveria ser flexível em relação a aumentar a meta de rendimento de títulos e permitir que as taxas de juros de longo prazo subam se tal movimentação refletir melhoras na economia, disse um de seus membros na reunião de política monetária deste mês.

“Sou contra determinar a meta de rendimento do título de 10 anos em torno de zero, e acredito que a curva de rendimento deveria poder inclinar um pouco mais”, disse o membro não identificado do conselho, de acordo com um resumo de opiniões da reunião de 19 e 20 de dezembro divulgada nesta quinta-feira.

A opinião é provavelmente de Takehiro Sato, que foi dissidente na decisão do Banco do Japão de manter a meta de redimento do título de 10 anos em torno de zero.

Embora a opinião dele seja minoria, destaca uma divergência dentro do conselho, formando por nove membros, sobre a viabilidade da nova estrutura de política monetária, que exige que o banco central aumente as compras de títulos se as pressões dos mercados elevarem os rendimentos acima de sua meta.

Na reunião de dezembro, vários membros do conselho argumentaram que o Banco do Japão deveria manter sua meta de rendimento nos níveis atuais por enquanto para evitar retirar o estímulo de forma prematura, de acordo com o resumo de opiniões.

Reportagem de Leika Kihara

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below