29 de Dezembro de 2016 / às 16:16 / um ano atrás

Brasil tem forte potencial de expansão na produção de diamantes, diz governo

(Reuters) - O Brasil começou a explorar neste ano sua primeira jazida de diamantes primários, o que cria um grande potencial para o crescimento da oferta e da exportação das pedras preciosas pelo país, afirmou nesta quinta-feira o Ministério de Minas e Energia.

A produção e a exportação de diamantes do Brasil deverão crescer “em entre cinco e dez vezes nos próximos anos”, disse a pasta em nota, sem definir um prazo específico para a projeção.

De acordo com o ministério, a maioria da produção brasileira da pedra preciosa é exportada, principalmente para os Emirados Árabes Unidos, os Estados Unidos e Israel.

Em 2015, a produção brasileira somou 31,8 mil quilates, o que representa um valor total de 1,5 milhão de dólares, enquanto as exportações somaram 34,7 mil quilates, no valor de 5,7 milhões de dólares.

De acordo com o ministério, tanto a produção quanto a exportação deverão dobrar este ano, devido à exploração da primeira jazida de diamantes primários do país, em Nordestina, na Bahia.

“Antes da descoberta e exploração da jazida de diamantes primários, a produção desse mineral no Brasil ainda era pouco expressiva e se colocava nos últimos lugares no âmbito internacional”, destacou a pasta.

O ministério lembrou que o Brasil foi o maior produtor mundial de diamantes entre 1725 e 1866. No país foi encontrado, em 1938, um diamante de 726,60 quilates, considerado o oitavo maior do mundo, na região de Coromandel, Minas Gerais.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below