3 de Janeiro de 2017 / às 13:44 / 10 meses atrás

Chuvas beneficiam desenvolvimento de lavouras de soja no Brasil esta semana

SÃO PAULO (Reuters) - Chuvas nesta terça-feira e no resto da semana deverão beneficiar o desenvolvimento das lavouras de soja nas principais regiões produtoras do país, sem grandes prejuízos para os trabalhos de colheita das lavouras mais precoces, disseram meteorologistas.

Foto de arquivo mostra plantação de soja na cidade de Primavera do Leste, no Estado de Mato Grosso 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL - Tags: AGRICULTURE BUSINESS COMMODITIES)

Há bastante nebulosidade sobre grande parte da região central do Brasil e uma frente fria está posicionada sobre o Atlântico na altura da região Sul, com formação de instabilidades.

“A terça-feira deverá ser marcada pela ocorrência de pancadas de chuvas em boa parte dos Estados de Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, bem como em toda a região Sul”, disse o agrometeorologista Marco Antônio dos Santos, da Rural Clima.

Segundo a Somar Meteorologia, nesta terça-feira e em boa parte da semana o destaque é o calor e as chuvas em forma de pancadas entre o Sul e o Sudeste, que ganharão força mais para o final da semana.

Os meteorologistas apontaram também retorno das chuvas entre esta terça e a quarta-feira para o Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e oeste da Bahia), em forma de pancadas irregulares e com baixos acumulados. As precipitações deverão levar algum alívio para produtores, já que há áreas com mais de 17 dias sem receber chuvas e sob forte calor.

O Brasil deverá colher uma safra de mais de 100 milhões de toneladas de soja na atual temporada 2016/17. As lavouras de milho primeira safra também vêm sendo beneficiadas de uma maneira geral. No Paraná, importante produtor no verão, o governo avalia que 94 por cento das plantações do cereal estão em boas condições.

Mato Grosso e Paraná, os dois principais Estados produtores, estão com suas lavouras em estágios avançados de desenvolvimento.

Em Mato Grosso, alguns produtores que plantaram no início da temporada e utilizaram variedades de ciclo curto já estão colhendo. Na semana passada, produtores relataram preocupação com os trabalhos em função da umidade excessiva, que prejudica a qualidade dos grãos e prejudica a circulação das máquinas no campo.

Segundo Santos, no entanto, as chuvas dos próximos dias não deverão atrapalhar de maneira significativa os trabalhos de colheita.

“Como as chuvas que estão sendo previstas virão na forma de pancadas, as condições se manterão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, assim como para realização dos tratos culturais e também da colheita do feijão e da soja”, disse ele.

Para o resto do mês, a Somar disse que “o padrão atmosférico sofre uma mudança em meados de janeiro, e a chuva passa a ser melhor distribuída no interior do país”.

Por Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below