5 de Janeiro de 2017 / às 10:51 / 9 meses atrás

Economistas alemães pedem que BCE eleve juros após alta dos preços ao consumidor

BERLIM (Reuters) - Economistas alemães pediram nesta quinta-feira que o Banco Central Europeu eleve as taxas de juros depois que os preços ao consumidor da zona do euro subiram mais rápido do que o esperado em dezembro.

O BCE busca um nível de inflação um pouco abaixo de 2 por cento, mas não tem conseguido atingir a meta há anos. O banco tem comprado dezenas de bilhões de euros em títulos governamentais a cada mês para injetar mais dinheiro no sistema bancário e estimular o aumento dos preços na economia.

Mas dados na quarta-feira mostrando que os preços nos 19 países que compartilham o euro subiram 1,1 por cento no mês passado na comparação anual provocaram um medo histórico da inflação entre os alemães, que remonta aos anos 1920.

“É hora de uma normalização”, disse o economista-chefe do DZ Bank, Stefan Bielmeier, ao jornal Bild. “Agora, uma mudança nas taxas de juros é viável.”

O chefe do instituto DIW, Marcel Fratzscher, disse ao jornal: “Quanto mais cedo a taxa de inflação na Europa atingir a meta de 2 por cento, mais rápido o BCE poderá aumentar os juros.”

Isabel Schnabel, uma das economistas que assessora o governo da chanceler Angela Merkel, disse ao Bild que o fim da política monetária ultraexpansiva deve vir em breve.

Por Madeline Chambers

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below