17 de Janeiro de 2017 / às 10:18 / em um ano

Governo e construtoras devem concordar com regras de distratos, diz fonte

SÃO PAULO (Reuters) - O governo e construtoras devem chegar a um acordo sobre novas regras do setor no país nesta terça-feira, dando às empresas o direito de manter uma parcela definida do valor do imóvel no caso de compra cancelada, segundo uma fonte com conhecimento direto das negociações.

Funcionários vistos em obra no Rio de Janeiro. 17/06/2016 REUTERS/Ricardo Moraes

Sob a proposta mais provável a ser adotada, as construtoras podem ser autorizados a manter uma média de 9 a 15 por cento do valor das unidades se os compradores cancelarem a compra, disse a fonte sob condição de anonimato porque o acordo não foi finalizado.

O plano é dar “mais transparência” às relações entre consumidores e construtoras, afirmou uma fonte do setor na véspera de um encontro em Brasília, que envolverá a indústria, grupos de consumidores e representantes do governo.

Por Gabriela Mello e Ana Mano

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below