25 de Janeiro de 2017 / às 14:12 / em 10 meses

Boeing vê fluxo de caixa recorde e entregas de até 765 aeronaves em 2017

(Reuters) - A norte-americana Boeing informou nesta quarta-feira que espera entregar entre 760 e 765 aeronaves comerciais em 2017, superando as 748 entregas do ano passado.

Maior fabricante de jatos do mundo, a empresa prevê lucrar entre 9,10 dólares a 9,30 dólares por ação para 2017, excluindo despesas com aposentadorias e outros custos. Já a receita foi projetada entre 90,5 bilhões e 92,5 bilhões de dólares.

A Boeing ainda estima fluxo de caixa operacional de quase 10,75 bilhões de dólares em 2017, ainda maior que o recorde de 10,5 bilhões de dólares apurado em 2016.

Analistas previam, em média, um fluxo de caixa operacional de 10,4 bilhões de dólares no ano passado, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A meta mais elevada para 2017 sugere que a empresa pode manter a geração de caixa por meio da redução de despesas, enquanto amplia as entregas de aeronaves.

A Boeing planeja entregar mais aviões, apesar de reduzir em até 40 por cento a produção do modelo 777 neste ano. Isso porque as entregas das aeronaves de menor porte 737 e 737 MAX devem compensar essa diferença.

No quarto trimestre, a empresa lucrou 2,47 dólares por ação, ante 1,60 dólar por ação no mesmo período de 2015, apesar de uma cobrança de 201 milhões de dólares em impostos para o programa de reabastecimento aéreo KC-46A para Força Aérea dos EUA.

A receita caiu 1,2 por cento na mesma base de comparação, para 23,29 bilhões de dólares.

Por Ankit Ajmera, em Bangalore

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below