1 de Fevereiro de 2017 / às 11:49 / em 8 meses

Autoridades japonesas rejeitam acusações de Trump sobre desvalorização cambial

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades japonesas responderam nesta quarta-feira à acusação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de manipulação cambial, enfatizando que o Japão está cumprindo um acordo do G20 de evitar desvalorização competitiva.

O primeiro-ministro, Shinzo Abe, defendeu o forte programa de estímulo do banco central do Japão, afirmando que ele se destina a reavivar a economia e não a manipular a moeda.

“O afrouxamento monetário é uma política necessária para acelerar o crescimento econômico e os Estados Unidos estão fazendo a mesma coisa”, disse Abe ao Parlamento nesta quarta-feira.

“Se a economia do Japão melhorar, isso não é uma coisa ruim para os Estados Unidos”, disse ele, acrescentando que vai explicar esse ponto quando encontrar Trump na próxima semana.

O dólar estava na defensiva depois que Trump e seu conselheiro comercial, Peter Navarro, criticaram na terça-feira a China, a Alemanha e o Japão, dizendo que estavam desvalorizando suas moedas em detrimento dos Estados Unidos.

O principal porta-voz do governo disse a repórteres que “absolutamente não é o caso” de o Japão estar desvalorizando o iene para ganhar uma vantagem comercial injusta.

“O Japão está guiando a política em linha com acordos feitos pelos países do G7 e do G20. Não haverá mudança nessa postura”, disse o secretário de Gabinete, Yoshihide Suga.

Por Leika Kihara e Tetsushi Kajimoto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below