8 de Fevereiro de 2017 / às 09:30 / em 10 meses

Governo canadense anuncia empréstimo de US$283 milhões à Bombardier

MONTREAL (Reuters) - O governo federal do Canadá anunciou na noite de terça-feira um empréstimo de 372,5 milhões de dólares canadenses (283 milhões de dólares) para dois programas de jatos da Bombardier (BBDb.TO), bem menos que a quantia de 1 bilhão de dólares originalmente buscada pela empresa canadense, principal concorrente da brasileira Embraer (EMBR3.SA).

Avião sobrevoa escritório da Bombardier em Montreal, Canadá. 21/01/2014 REUTERS/Christinne Muschi

Os recursos, que são de um fundo aeroespecial e de defesa voltado para projetos de pesquisa e desenvolvimento, serão destinados para a família CSeries da Bombardier e para o jato comercial Global 7000, segundo comunicado do governo.

O empréstimo será concedido em parcelas ao longo de quatro anos, sendo que a maior parte do montante será alocada para o programa Global 7000.“As contribuições reembolsáveis anunciadas hoje ajudarão a garantir que o Canadá permaneça no centro das atividades de pesquisa e desenvolvimento da Bombardier”, disse o presidente executivo da companhia, Alain Bellemare, em comunicado.

Inicialmente, a Bombardier pediu ao governo da província de Quebec um aporte de 1 bilhão de dólares no programa CSeries, em 2016. Mas as negociações se arrastaram por mais de um ano, com exigências de contrapartidas da empresa como mudanças em sua estrutura de governança.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, está sob pressão para investir na Bombardier, depois que seu partido surpreendentemente conquistou 40 dos 78 assentos no parlamento da província de Quebec, bem mais que o esperado, nas eleições de outubro de 2015.

A Bombardier, que chegou a considerar pedido de proteção contra falência no ano passado em meio a uma crise de liquidez, agora está em melhor condição financeira do que estava quando solicitou o aporte de 1 bilhão de dólares.

Os desembolsos de Quebec com o programa CSeries, junto com um investimento separado de 1,5 bilhão de dólares feito pelo maior fundo de pensão da província na divisão de trems da Bombardier, pode desencadear um nova disputa comercial entre a fabricante canadense e a rival brasileira Embraer (EMBR3.SA).

Em dezembro deste ano, a Câmara de Comércio Exterior do governo brasileiro (Camex) autorizou abertura do procedimento contra o Canadá a favor da Embraer. [nL1N1EE0LC]

O Itamaraty informou que abrirá nesta quarta-feira pedido de consultas no procedimento de solução de controvérsias da OMC contra o Canadá pelos subsídios oferecidos pela província de Quebec à Bombardier (BBDb.TO).

(1 dólar = 1,3182 dólar canadense)

Por Allison Lampert

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below