14 de Fevereiro de 2017 / às 14:55 / em 6 meses

Medidas microeconômicas do governo Temer podem movimentar 0,8% do PIB, diz ministro do Planejamento

Ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, conversa com presidente Michel Temer durante evento em Brasília. 22/11/2016Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou nesta terça-feira que o conjunto de medidas microeconômicas já anunciadas pelo governo pode movimentar 0,8 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano.

O patamar engloba a injeção potencial de 0,5 por cento do PIB na economia com o saque de recursos inativos do FGTS, cujo calendário para retiradas foi divulgado nesta terça-feira pelo governo federal. Com a iniciativa, Oliveira estimou que deverá haver redução mais rápida no endividamento das famílias, ajudando na retomada do crescimento econômico.

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below