16 de Fevereiro de 2017 / às 21:53 / 9 meses atrás

Lucro líquido ajustado da Raia Drogasil sobe 8,5% no 4º tri, a R$102,9 mi

SÃO PAULO (Reuters) - A Raia Drogasil encerrou o quarto trimestre de 2016 com lucro líquido ajustado de 102,9 milhões de reais, alta de 8,5 por cento ante o mesmo período do ano anterior, apoiada no forte crescimento de receitas e abertura de mais de 60 lojas.

Após amortização do ágio e despesas não recorrentes, o lucro líquido da maior rede de varejo farmacêutico do país ficou em 87,2 milhões de reais, alta anual de 11,3 por cento, conforme o balanço divulgado nesta quinta-feira.

A receita bruta da empresa alcançou 3,2 bilhões de reais, com acréscimo ano a ano de 24,5 por cento. A margem bruta ficou em 28,8 por cento - alta de 0,1 ponto percentual na base anual. No terceiro trimestre, a margem havia sido de 29,5 por cento.

A margem bruta no trimestre de certa forma foi pressionada pelo forte crescimento da 4Bio, voltada para medicamentos especiais, com margem menor que a operação de varejo da rede. A receita bruta da 4Bio cresceu 81,4 por cento no período e Raia Drogasil subiu 23,3 por cento.

O presidente-executivo da Raia Drogasil, Marcílio Pousada, também citou um efeito sazonal na margem decorrente do fim do impacto nos estoques do reajuste nos preços de medicamentos, que dura do segundo até o início do terceiro trimestre.

De outubro a dezembro de 2016, a venda em mesmas lojas subiu 13,2 por cento frente ao mesmo período do ano anterior, enquanto nas lojas maduras - com mais de três anos - houve alta de 8,1 por cento.

De acordo com a companhia, houve um efeito calendário positivo no último trimestre de 2016, que melhorou as vendas em 0,3 por cento.

A Raia Drogasil abriu 62 lojas no trimestre e fechou 12. No ano, a rede abriu 212 lojas e fechou 27, superando a meta de abertura bruta de 200 unidades em 2016. Para 2017, o grupo reiterou a previsão de abrir 200 lojas.

A participação de mercado no país da empresa alcançou 12,5 por cento no quarto trimestre, alta de 2,2 pontos percentuais em relação ao último trimestre de 2015, incluindo a 4Bio.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) consolidado aumentou 25,5 por cento no quarto trimestre, para 236 milhões de reais, com margem de 7,4 por cento ante 7,3 por cento no mesmo intervalo de 2015.

Em 2016, o lucro líquido somou 451,3 milhões de reais, superando os 341,8 milhões de reais do exercício anterior, com a receita bruta avançando para 11,8 bilhões de reais ante 9,4 bilhões de reais. A margem bruta foi de 29,6 por cento, alta de 0,6 ponto percentual.

2017

A Raia Drogasil reconheceu que pode ter estabelecido um resultado de difícil superação em 2017, uma vez que estima que os ganhos inflacionários sobre os estoques, que ajudaram na expansão de margem no ano passado, serão muito menores este ano.

“Assim, é primordial diluir despesas e criar opcionalidades capazes de defender ou mesmo expandir as margens”, afirmou a empresa no comunicado sobre o resultado.

Pousada destacou à Reuters, porém, que será difícil manter o ritmo de crescimento nas margens, que devem “andar de lado” em 2017. “Será um ano de desafios de margens”, afirmou.

Entre as grandes prioridades do ano, a rede busca avançar na implementação de seu plano estratégico. Para 2017, reiterou a meta de abrir 200 lojas, ingressando em três novos mercados e mantendo o padrão de qualidade e os retornos esperados.

Entre as medidas nesse sentido, a companhia disse que o piloto de Farmasil foi concluído e será expandida progressivamente, bem como há o plano de avançar em beleza e implantar uma nova plataforma de precificação.

No que diz respeito a despesas, a companhia se compromete em focar “incessantemente em ganhar produtividade em 2017” e vê “uma possibilidade concreta de diluir despesas em função da queda da inflação, especialmente no segundo semestre”.

Em relação ao reajuste dos medicamentos, o executivo lembrou que historicamente esse aumento é de 1 ponto abaixo da inflação. “É o que deve acontecer neste ano”, estimou. Em 2016, o reajuste foi de 11,8 por cento, acima da inflação.

As ações da Raia Drogasil fecharam em queda de 2,03 por cento, a 64,65 reais, na Bovespa nesta quinta-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below